SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A influenciadora digital Rafa Kalimann, 26, vê a estadia na casa do BBB como uma maneira de tirar férias do celular. Mineira, ela foi morar em São Paulo aos 14 anos para modelar e atualmente se divide entre a capital paulista e sua casa em Goiânia.
Além do trabalho na internet, Kalimann é madrinha do Hospital do Câncer de Goiás e, desde 2014, embaixadora da ONG “Missão África”. “Deixei meu coração lá e volto todo ano para buscar”, conta sobre o país.
A integrante da equipe Camarote entrou no mundo da internet como um hobby e hoje acumula mais de três milhões de seguidores no Instagram. “Quando comecei a fazer sucesso nas redes sociais, achei que nunca mais teria chance [de participar do BBB], mas aí veio o convite e deu tudo certo”, afirma ela, que é fã do programa. 
Kalimann já havia tentado uma vaga no reality antes por influência da mãe, que a inscreveu. Segundo ela, Genilda Fernandes já passou recomendações para o confinamento: “Andar bonita para os fãs e evitar o edredom. Não garanto que eu vá conseguir”, brinca.
A participante se define como “alto-astral, positiva e animada”, mas diz que não tem freio. “Às vezes, as pessoas acham que eu sou grossa e mandona pelo jeito que eu falo. Eu sou sem filtro, mas sou de boa”, diz. Competitiva, Kalimann acredita que sua maior competição vai ser contra si mesma. “Se for para entrar no jogo, é para ganhar”, afirma. 

Leia também:   Jovem é flagrado usando farda da PM para andar de graça em ônibus de SP

SOBRE O PROGRAMA
A 20ª edição do Big Brother Brasil que estreia nesta terça-feira (21) está cheia de novidades. Uma delas é a casa que abrigará os participantes durante os três meses, que já está toda remodelada. 
O BBB 20 chega prometendo ainda mais conectividade com o público, com conteúdo multimídia como a #RedeBBB, o Boletim BBB e o Bate-Papo BBB, no ar sempre após o programa.
A apresentação continua de Tiago Leifert, que dessa vez vai supervisionar um grupo de participantes formado por anônimos e celebridades.
Como todos os anos, a casa que receberá os competidores passou por reformas. A sala, onde eles vão se reunir para conversar com o apresentador, terá a selva como tema, por exemplo.
Em suas duas décadas, a versão brasileira do Big Brother alçou muita gente à fama, como Grazi Massafera e Sabrina Sato, colecionou polêmicas, encheu páginas de revistas com brothers e sisters que foram convidados para posar nus e até formou casais.
Na 20ª edição, brothers e sisters terão acesso a celulares. Porém, eles não vão conseguir fazer ligações nem saber o que andam falando deles do lado de fora. De acordo com Tiago Leifert, haverá uma rede social, parecida com o Instagram, interna na casa, e eles alimentarão essa rede com imagens, vídeos e a vivência deles.
O líder da semana poderá definir quem ficará na Xepa e quem estará no grupo VIP dos alimentos. Isso significa que ele escolherá quem come mais ou menos. Promessa de barracos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here