A Polícia Federal deflagrou a Operação Rastreamento na manhã desta sexta-feira (13). Através da Delegacia de Repressão ao Tráfico de Drogas, no âmbito das ações do programa Em frente, Brasil, o objetivo foi cumprir um mandado de prisão e um mandado de busca e apreensão contra um investigado por tráfico interestadual de drogas. A PF aponta que o investigado utilizava serviço postal em Cariacica para enviar o material ilícito. Quatro policiais participaram das ações.

De acordo com nota encaminhada pela Polícia Federal, as investigações começaram no dia 11 de outubro de 2019, quando foi apreendida uma encomenda contendo maconha, postada pelo investigado em agência dos Correios, situada no Bairro Itacibá, em Cariacica.

A Polícia Federal sustenta que o investigado usou nome falso para postar a encomenda, mas a partir da análise de vários dados e realização de exames periciais, foi possível rastrear e identificar a verdadeira identidade. “O uso do serviço postal para envio de drogas se tornou uma estratégia adotada por traficantes, mas os Correios e a Polícia Federal voltaram a atenção a esse modus operandi, sendo a segunda operação dessa natureza deflagrada nos últimos meses” – afirma a PF.

Leia também:   São Mateus em alerta após morte por febre maculosa

NOME DA OPERAÇÃO
A Polícia Federal explica que o nome da operação foi escolhido porque a entrega de encomendas pelo serviço postal ou por outras transportadoras “permite ao traficante e ao comprador rastrearem a encomenda até o destino”. A PF acrescenta que os envolvidos responderão por crimes, com penas que variam de 5 a 15 anos de reclusão, com aumento de um sexto a dois terços por se tratar de tráfico interestadual.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here