SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Atriz das mais conceituadas de Hollywood, Angelina Jolie, 46, revela que, apesar da fama e do poder que tem, não se considera uma mulher diferente de outras no mundo.

Segundo ela, raramente se sente uma pessoa forte. “Honestamente, eu raramente acordo me sentindo bem, achando que fiz o suficiente, que sou forte o suficiente, boa o suficiente. Eu tento focar em me conectar com quem está ao meu redor”, disse em entrevista à revista Claudia.

Apesar de ser um exemplo para muitas pessoas, Jolie se considera muito humana. “Meu desejo é me conectar com as pessoas cada vez mais para dividirmos nossas vulnerabilidades, compartilharmos valores e a vontade de se unir para ajudar um ao outro”, comenta.

Atualmente, Angelina Jolie se divide entre dois projetos sociais. Um é em prol dos refugiados. São 80 milhões de pessoas pelo mundo sem casa e que foram retiradas de suas terras. Mais da metade desse grupo é composto por crianças.

Leia também:   Globo antecipa saída de Faustão e anuncia Tiago Leifert nas tardes de domingo

“O que acontece é que, com os conflitos, fica difícil simplesmente esperar acabar e retomar de onde parou. Quando ocorre esse deslocamento, você volta e a água está contaminada ou tem uma fazenda onde era sua terra. Hoje vejo o menor apoio internacional que já tivemos para lidar com a questão dos refugiados”, opina.

Além disso, a atriz americana luta contra o aumento de casos de violência contra as mulheres no mundo. “Há pouco entendimento do que acontece na casa das pessoas e do aumento do perigo que ocorre durante o isolamento. Estou trabalhando com uma organização para ter programas diferentes, abordando as possibilidades de proteção.”

Por falar em violência, a atriz entrou recentemente com um novo processo judicial contra o ex-marido, Brad Pitt, 57, em que o acusa de violência doméstica. Segundo uma fonte ouvida pela US Weekly, a avaliação do ator é de que a ação seria uma tentativa de Jolie para usar os filhos do casal como arma no tribunal a fim de permitir que ela possa tirar as crianças de Los Angeles.

Leia também:   Ator Heitor Martinez, que ficou na UTI com Covid, é vacinado no Rio

“As crianças sofreram tantos traumas e isso está apenas aumentando, mas está fora do controle de Brad”, afirmou a fonte, que nega que o ator tenha agredido os filhos.

O ex-casal tem seis filhos: Maddox, 19, Zahara, 16, Pax, 17, Shiloh, 14, e os gêmeos Knox e Vivienne, 12. O site The Blast noticiou que a Jolie está determinada a apresentar provas da violência e que os filhos do casal também podem testemunhar no processo.

A atriz prepara o lançamento de “Aqueles Que Me Desejam a Morte”, filme que chega aos cinemas no dia 27 de maio. A história gira em torno de uma mulher, Hannah (Jolie), uma bombeira florestal traumatizada que precisa cuidar de um menino que aparece em seu caminho.

 

Foto do destaque: Reprodução

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here