O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos emitiu nota manifestando solidariedade à assistente de arbitragem Marcielly Netto, “covardemente agredida pelo treinador da Desportiva Ferroviária, Rafael Soriano, neste domingo (10), no intervalo de partida de futebol válida pelo Campeonato Capixaba.

A pasta é comandada pela ministra Damares Alves.

LEIA TAMBÉM: Após episódio de agressão, técnico da Desportiva é demitido do cargo

LEIA TAMBÉM: Técnico da Desportiva acusa auxiliar mulher de mentir sobre agressão

LEIA TAMBÉM: TJD suspende técnico por agredir assistente; Casagrande lamenta violência

“Estamos à disposição para prestar qualquer assistência que ela considerar necessária. Informamos que enviaremos ofício à Federação Capixaba de Futebol, à Confederação Brasileira de Futebol e ao Tribunal de Justiça Desportiva para solicitar punição exemplar ao agressor” – afirma a nota.

O Ministério ainda acrescenta que convida a Desportiva Ferroviária, o adversário no jogo Nova Venécia e todos os times do Espírito Santo a aderirem às campanhas de prevenção à violência contra a mulher, enfatizando o Disk 180, Central de Atendimento à Mulher, bem como informações sobre a Lei Maria da Penha e a rede de proteção à Mulher.

Leia também:   Espírito Santo tem mais 3.515 casos de covid-19

 

Foto de destaque: Marcelo Camargo/Agência Brasil

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here