Com o intuito de debater o tema do trabalho infantil nas praias do litoral capixaba e fomentar estratégias de erradicação da problemática, a Secretaria de Trabalho, Assistência e Desenvolvimento Social (Setades), por meio da Gerência de Proteção Social Especial, realizou a apresentação do projeto “Praias Sem Trabalho Infantil”, nessa segunda-feira (25).

No Espírito Santo, a presença mais forte do trabalho infantil está nas feiras livres, nos sinaleiros, no tráfico de drogas, na exploração sexual e nas praias, principalmente com a chegada do Verão. É nesse cenário que o projeto vai buscar, por meio de materiais de campanha, comunicar banhistas, ambulantes e comerciantes no entorno das praias. O objetivo é informar sobre a ação social e as possibilidades de auxílio dos órgãos municipais para fomentar estratégias de bem-estar das crianças.

 

Foto: GovernoES/Divulgação

 

A abertura do evento, que aconteceu em formato virtual, contou com a fala da subsecretária de Estado de Assistência e Desenvolvimento Social, Sandra Shirley. A Secretária de Estado de Trabalho, Assistência e Desenvolvimento Social, Cynthia Grillo, encerrou as atividades.

Leia também:   Estádio Kleber Andrade recebe o Pokar Festival no sábado

Ministrada pela equipe do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI), a palestra teve como público-alvo os secretários das equipes dos Centros de Referência da Assistência Social (CRAS), dos Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), referências do PETI e demais atores da rede socioassistencial. A proposta é sensibilizar os 14 munícipios banhados pelo litoral do Estado para a adesão e desenvolvimento do projeto.

 

Foto do destaque: SRT-BA/Fotos Públicas

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here