O Sindicato dos Petroleiros do Espírito Santo (Sindipetro-ES) realiza ato em São Mateus de botijas com gás de cozinha mais baratas, com cada unidade a R$ 40. A ação em protesto à política de preços da Petrobras acontece às 8 horas desta quinta-feira (13), defronte da portaria da base administrativa da estatal, Base 61, às margens da BR-101, no Bairro Morada do Ribeirão. Serão distribuídas 100 senhas.

O ato será realizado defronte da portaria da base administrativa da Petrobras, em São Mateus. Foto: Wellington Prado/TC Digital

No dia 29 de novembro de 2019, o Sindipetro-ES também realizou ato de protesto contra os preços de combustíveis, oferecendo gasolina e diesel mais baratos em São Mateus. O diretor Reinaldo salienta que o ato de gás acontecerá simultaneamente em outros estados brasileiros. Ele afirma que o preço normal na atualidade é de R$ 70 ou R$ 75 reais, dependendo do depósito. O sindicalista explica que foi feita uma parceria com um depósito de gás da Cidade, que levará um caminhão com as 100 botijas cheias para o local do protesto. Os interessados deverão levar a botija vazia e comprovante de residência, pois o intuito é de que uma senha seja entregue para cada família.

Leia também:   Após empate contra o Serra, Pitbull entra no recesso de Carnaval na terceira colocação

O diretor explica que não será vendida botija com gás para fins comerciais, como para bares, restaurantes ou para revenda. As senhas serão distribuídas por ordem de chegada, sendo limitadas a moradores de São Mateus, que deverão pagar os R$ 40 em espécie.

De acordo com a Assessoria de Comunicação do Sindipetro-ES, a decisão de realizar o ato do gás mais barato em São Mateus é em virtude da pretensão da Petrobras de fechar a base administrativa no Município. O diretor Reinaldo acrescenta que deve ocorrer também, junto com a ação, uma manifestação relacionada à greve nacional dos petroleiros.

PREÇO JUSTO
Em nota, o coordenador do Sindipetro-ES, Valnísio Hoffmann, sustenta que o valor de R$ 40 é o que os petroleiros defendem como preço justo para o gás, caso a política de preços não estivesse seguindo o mercado internacional, atrelada ao dólar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here