Em coletiva de imprensa realizada ontem, o secretário estadual da Saúde, Nésio Fernandes, anunciou a ampliação da coleta de exames para o novo coronavírus para todas as pessoas que apresentarem síndrome gripal no Espírito Santo. Ele estava com o subsecretário da Saúde, Luiz Carlos Reblin.

De acordo com a assessoria da Sesa, a nova definição de casos operacionais e critérios está disponibilizada em nota técnica da secretaria.

“Aqueles que tiverem qualquer sintoma respiratório característico e que preencha a definição de casos da covid-19 terão indicação de realizar o teste de PCR, independentemente da idade e da comorbidade. Caminhamos dentro de uma estratégia sanitária para estabelecer uma maior ousadia na capacidade de testagem e bloqueio de pessoas sintomáticas e seus comunicantes” – informou o secretário Nésio Fernandes.

Com essa atualização, o Estado passa a ampliar a testagem para os casos suspeitos que apresentarem síndrome gripal. Para a definição de síndrome gripal, a Secretaria da Saúde ressalta que são aqueles indivíduos que apresentam quadro respiratório agudo, caracterizado por pelo menos dois dos seguintes sinais e sintomas: febre (mesmo que referida), calafrios, dor de garganta, dor de cabeça, tosse, coriza, distúrbios olfativos ou distúrbios gustativos.

Leia também:   Chicão toma posse e deve anunciar parte do secretariado ainda nesta sexta

Além disso, fica definida também a coleta de exames para a covid-19 de pessoas que tiveram perdas súbitas de paladar e/ou olfato, mesmo não havendo outros sintomas.

O subsecretário Luiz Carlos Reblin lembrou do papel importante do Laboratório Central de Saúde Pública do Espírito Santo (Lacen-ES) neste novo cenário de enfrentamento à covid-19. “O Lacen é uma estrutura importante e estratégica. Neste momento reúne condição de realizar até 2.500 exames de PCR por dia, exatamente para fazer frente a essa nova estratégia de ampliação da testagem no Estado” – enfatizou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here