Em pronunciamento no plenário da Câmara Federal nesta quarta-feira (9), o deputado e coordenador da bancada capixaba, Da Vitória (Cidadania), cobrou a concessionária Eco101, que administra a BR-101 no Espírito Santo, que resolva logo o impasse para a execução das obras de duplicação no trecho norte da rodovia.

Conforme detalha a assessoria do parlamentar, na semana passada foi apresentada como alternativa a suspensão por conta da falta da licença ambiental das obras em seis municípios –Sooretama, Jaguaré, São Mateus, Conceição da Barra, Pinheiros e Pedro Canário–, o que foi criticado pelo parlamentar.

Da Vitória pontuou que a concessionária já administra há oito ano a rodovia no Estado e ainda não conseguiu resolver o impasse do licenciamento ambiental nos 25 quilômetros localizados na Reserva de Sooretama, o que vem impedido que as obras avancem no norte.

 

 

 

“Por isso, a bancada capixaba irá convocar a concessionária, além do Ministério da Infraestrutura, da ANTT, e do Ibama para debater e encontrar uma solução”, destaca.
Coordenador da bancada federal capixaba, o parlamentar classificou a proposta de excluir os seis municípios da duplicação da BR-101 como “esdrúxula e pitoresca”.

Leia também:   Governo amplia diálogo com população nas Audiências Públicas do Orçamento 2022

“Não tem cabimento. O que precisa ser feito é excluir apenas os 25 quilômetros da Reserva de Sooretama enquanto se debate com o Ibama e o ICMBio. A duplicação é estratégica para o desenvolvimento do Estado e para a redução do número de acidentes” – afirmou.

Ele lembrou ainda que, dentro do trecho que compreende os seis municípios, existem duas praças de pedágio funcionando há mais de sete anos. “Não há justificativa de tomar o dinheiro do cidadão e não fazer as obras que estão assinadas em um contrato. Vamos lutar firmes para que a população capixaba receba o devido respeito” – reforçou.

A BR-101 é a principal rodovia do Espírito Santo e corta o Estado de norte a sul. Os 458 quilômetros em área capixaba estão sob regime de concessão desde 2013. Apesar de ter obras em andamento, o trecho sul da BR-101 também enfrenta lentidão para a duplicação plena das vias.

 

Foto do destaque: Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here