Subir o Convento durante os festejos da Festa da Penha de 2024 tem mais uma boa motivação: é que o trajeto está ficando ainda mais bonito com pinturas de três artistas plásticos nos muros da ladeira de acesso à Casa da Mãe das Alegrias. As obras vão ficar por um ano no local, até a próxima edição do evento.

Os artistas foram convidados pela Comissão Organizadora da Festa da Penha para fazerem as obras. Roger Di Araujo, autodidata nascido em Vila Velha, utilizou a técnica arte mural para retratar as romarias dos Militares e dos Conguistas.

O artista conceitual Rodolpho Valdetaro usou técnica mista para retratar a Mãe das Alegrias.

Já o artista capixaba Claudio Tripa, que sempre valoriza o Estado com suas obras até fora do Brasil, utilizou técnica mista e desenhou os fiéis em romaria a caminho do Convento da Penha.

Leia também:   Capa-pretas jogam pelo empate neste sábado para a conquistar o 38º título do Capixabão

As obras, cheias de cor e vida, são exposições a céu aberto para os visitantes do Convento, uma representação lúdica da fé do povo capixaba e da devoção à Nossa Senhora da Penha.

Foto do destaque: Ascom-Festa da Penha/Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here