O governador do Estado, Renato Casagrande, participou, nesta segunda-feira (13), do lançamento do Rota Estratégica para o Futuro do Espírito Santo – Turismo 2035. O projeto elaborado pela Secretaria do Turismo (Setur), em conjunto com outras entidades, representa a visão de futuro para o segmento do turismo no Espírito Santo, com a identificação das barreiras e entraves do crescimento do setor e uma agenda mais sólida de ações para o planejamento de políticas públicas futuras.

De acordo com a assessoria do Governo do Estado, foram apontadas 221 ações nos eixos de Infraestrutura, Mercado, Políticas Públicas e Privadas e Recursos Humanos e Inovação. As etapas do trabalho foram divididas em ações preparatórias, inteligência coletiva e sistematização de conteúdos com ações de curto, médio e longo prazos, cujo principal objetivo é alcunhar o Espírito Santo como um destino que ofereça experiências turísticas sustentáveis, garantindo a integração, o desenvolvimento e a diversidade capixaba.

“A partir desta segunda-feira, estamos fazendo a divulgação do Estado no Brasil todo. O planejamento para nosso setor até 2035, quando iremos comemorar os 500 anos de colonização do solo espírito-santense. Nem todo investimento é para o turismo, mas acaba sendo fundamental para este segmento, como o engordamento da Praia de Meaípe, a nova Ciclovia da Vida, o retorno do Aquaviário, as melhorias nas orlas de várias cidades, como Piúma, Iriri, Castelhanos e a Lagoa do Meio em Marataízes” – lembra o governador Renato Casagrande.

Leia também:   Polícia Federal flagra jovem recebendo encomenda de dinheiro falso no ES

O diretor geral da Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes), Roberto Campos de Lima, destacou a parceria entre várias entidades na construção do projeto, que contou com a participação do Sebrae e do Sistema Fecomércio/ES. “Isso ressalta o alto nível de articulação que há entre o setor público e produtivo aqui no Estado. São iniciativas como esta que consolidam os propósitos das nossas instituições de desenvolverem o Espírito Santo” – aponta.

Especialistas participaram da elaboração
Ao todo, 179 especialistas do trade turístico, da academia, do terceiro setor e do Governo participaram da elaboração deste trabalho, trazendo as experiências e o conhecimento que fundamentaram a construção da Rota Estratégica do Turismo. Resultado de um esforço de prospecção e planejamento, o projeto desenha um novo caminho para reposicionar o Estado no cenário nacional.

“Vivemos um momento ímpar para o turismo no Espírito Santo. O Sistema Fecomércio – Sesc e Senac – vem contribuindo para o desenvolvimento econômico e social do Estado, em parceria com o Governo, por meio de ações cada vez mais estratégicas e impactantes. A Rota Estratégica do Turismo 2035 vem definir projetos que devemos trilhar, de forma ampla e participativa, para que o Espírito Santo esteja entre os principais e mais conhecidos destinos turísticos do Brasil” – comenta o presidente do Sistema Fecomércio/ES, Idalberto Moro.

Leia também:   Adolescente é assassinado em Braço do Rio

Para o secretário de Estado do Turismo, Weverson Meireles, o Rota Estratégica vai permitir agregar às belezas e diversidade das quais o Estado é detentor, um diferencial de qualidade na identificação e organização dos destinos, mostrando o que temos de melhor na divulgação dos nossos atrativos e na recepção dos visitantes.

“Para a consolidação deste projeto, a construção de parcerias entre o poder público, iniciativa privada e instituições fará com que o projeto deixe de ser uma perspectiva e passe a ser uma realidade que dê orgulho à sociedade capixaba, gere ainda mais empregos e promova a distribuição de renda, compromissos assumidos pela nossa gestão”, completa o secretário.

Contrato de pesquisa com a USP
Ainda durante o evento, foi assinado o contrato de pesquisa com a Universidade de São Paulo (USP) para condução de estudos técnicos especializados para o desenvolvimento de estudos náuticos, simulações de manobras e análise de risco de um navio de cruzeiro, incluindo operações de fundeio. Este marco representa um passo significativo em direção à possível integração de Vitória na rota brasileira de cruzeiros marítimos.

O principal objetivo é garantir uma operação de desembarque de passageiros eficiente e segura, visando proporcionar uma experiência positiva a todos os visitantes. A previsão é de que as simulações ocorram em dezembro deste ano, com a apresentação dos resultados programada para fevereiro de 2024.

Leia também:   Sindicato Rural emite nota de repúdio sobre ocupação de fazenda em São Mateus

“O turismo é uma atividade estratégica no cenário econômico estadual. Para continuar garantir resultados positivos neste processo, entregas como a de hoje são fundamentais para fortalecer a estruturação e qualificação da atividade turística em nosso Estado. O objetivo é maximizar o aproveitamento das potencialidades e particularidades do Espírito Santo, atendendo a uma antiga demanda do setor, que é colocar o Espírito Santo novamente na rota de cruzeiros do Brasil” – acrescenta o secretário Weverson Meireles.

O evento reuniu representantes do Conselho Estadual de Turismo (Contures), da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Espírito Santo (Fecomércio-ES), da Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes) e do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-ES), de instituições ligadas às atividades marítimas, como a Capitania dos Portos (Marinha do Brasil), e aduaneiras, como a Comissão Nacional de Direito Portuário da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-ES) e da Praticagem Espírito Santo, além de representantes e entidades do trade turístico.

 

Foto: Hélio Filho/Secom

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here