Aos 34 anos e ídolo no Grupo Desportivo Chaves, sendo um dos destaques do Campeonato Português, o goleiro mateense Paulo Vitor deixa a Europa e atuará no Al-Akhdoud, clube da Arábia Saudita.

Em entrevista à Rede TC de Comunicações, o atleta frisa que o crescimento do futebol árabe, onde poderá enfrentar craques como Cristiano Ronaldo, Benzema e Kanté, além da questão financeira pesaram na decisão dele. Ele terá a possibilidade de encarar ainda o atacante brasileiro Michael, ex-Flamengo.

Conforme avalia, o objetivo como atleta muda quando chega em certo momento da carreira. Sendo assim, em vez de atuar num grande clube mundial, o intuito é dar estabilidade financeira à família. O arqueiro reforça que o contrato com o clube árabe, com validade de dois anos, é o melhor que já fez na carreira.

No novo clube, Paulo Vitor encontrará um conhecido. O treinador é o português Jorge Mendonça, que era auxiliar de Jorge Gomes no Rio Ave na temporada em que o mateense atuou no clube. “Eles subiram [de divisão] e estão investindo pesado”, ressalta o atleta, sobre o Al-Akhdoud.

Paulo Vitor atuou por oito anos no futebol de Portugal onde defendeu o Varzim, o Rio Ave e o Chaves. O contrato com o Chaves se encerrou com o fim da atual temporada.

Leia também:   Flu sente altitude e perde para a LDU na ida da Recopa Sul-Americana

“Sensação é de dever cumprido, de poder ter colocado aquela equipe na elite do futebol português. É uma cidade apaixonada pelo futebol. Estou triste e feliz ao mesmo tempo porque foram temporadas maravilhosas da minha vida” – afirma.

 

Gratidão ao Chaves

O mateense demonstrou muita gratidão pelos três anos que esteve no Chaves, que culminou com a sétima colocação na Primeira Liga da temporada 2022/2023. “Hoje estou despontando no mercado europeu graças ao Chaves. A gente fez um grande trabalho, fizemos história. Nestes três anos em que estive lá, os adeptos [torcedores] tiveram um carinho enorme comigo, me abraçaram de uma tal maneira, não só a mim, mas à minha família. Sentíamos muito em casa, parecia que a gente estava em São Mateus” – sustenta.

Se Paulo Vitor manifesta gratidão, pode se dizer o mesmo dos portugueses do Chaves. O mateense foi peça principal da equipe no acesso à Primeira Liga de Portugal para a temporada de 2022/2023. Na atual temporada, o arqueiro brilhou muito e foi considerado o melhor jogador da equipe.

Leia também:   Clubes brasileiros prestam solidariedade ao Fortaleza após ataque

Para Paulo Vitor, essa foi a melhor temporada da carreira. “Esse ano foi maravilhoso. Ganhamos o Sporting no Estádio Alvalade, onde o Chaves nunca tinha ganhado. Fomos ganhar o Braga na Pedreira [Estádio Municipal] que o Chaves nunca tinha vencido. Nestes jogos fui o destaque, fui baliza zero [quando não sofre gols]. Ganhamos o Benfica em casa. Se não me engano, o Chaves tinha vencido o Benfica há muitos anos, na década de 70 ou 80” – frisa.

 

Portugueses agradecem e dão status de ídolo a Paulo Vitor

O Grupo Desportivo Chaves fez agradecimento carinhoso ao mateense Paulo Vitor, anunciando em rede social a saída do arqueiro do futebol português. Pelo que percebe, o arqueiro tornou-se um jogador histórico do clube.

“Depois de 3 épocas [temporadas], 97 jogos e muitas defesas, o guarda-redes, de 34 anos, terminou o seu ciclo ao serviço do GD Chaves. Perto de completar 35 anos, Paulo Vítor vai abraçar um projeto no futebol árabe. Pela forma como sempre defendeu as nossas cores, pela empatia que criou com os nossos adeptos [torcedores], pela excelente relação que teve sempre conosco, não poderíamos deixar uma palavra de gratidão e desejar os maiores sucessos pessoais e profissionais no seu próximo desafio. Obrigado e boa sorte, Paulo Vítor!” – manifestou a diretoria do Chaves.

Leia também:   Qual era o status de Neymar na idade de Endrick? Veja comparação

 

TORCEDORES PORTUGUESES

O anúncio repercutiu entre os torcedores. “Apenas te posso desejar as maiores das felicidades e agradecer-te por tudo o que deste ao nosso enorme clube, que ficará eternamente grato pelo teu trabalho. Nesta tua nova etapa, contarás certamente com o apoio de todos os valentes transmontanos! Força campeão” – manifestou Alberto Ramos.

Lorena Santos também fez agradecimento: “Obrigada por tudo que fez pelo nosso clube! Por teres mostrado a pessoa maravilhosa que és. Obrigada por sempre defenderes as nossas cores e a empatia pelos nossos adeptos. És mais um de nós! Boa sorte nessa tua nova caminhada guardião”.

Já Ricardo Seriz lamentou a saída do mateense: “Acabamos de perder um dos maiores guarda-redes da Liga. Muito obrigado e até sempre craque”.

Outro que lamentou foi Sérgio Rodrigues: “Uma pena. Mas pela pessoa que é e pela qualidade que tem merece fazer um bom contrato. Paulo Vitor obrigado por tudo! Serás sempre um valente transmontano. Forte abraço”.

Foto do destaque: Grupo Desportivo Chaves/Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here