Adaptável às diversas condições de clima e solo, sendo muito resistente à estiagem, a palma-forrageira vem ganhando força como alternativa na alimentação de bovinos. Para apresentar as vantagens dessa opção, o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) e o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo (Ifes) realizaram um Dia de Campo, nesta quinta-feira (26), em Santa Teresa.

De acordo com a assessoria de Comunicação do Incaper, a atividade reuniu cerca de 50 pessoas, entre produtores, técnicos e estudantes, na área demonstrativa de plantio de palma localizada no campus do Ifes de Santa Teresa. Profissionais das duas instituições abordaram aspectos do cultivo, os benefícios para o gado e os potenciais ganhos para os criadores.

Entre as vantagens do uso da espécie, como forragem, foram destacados o baixo consumo de água na produção, a diminuição de custos com armazenamento (sem necessidade de ensilagem) e a elevada produtividade, de 600 a 800 toneladas por hectare.

Os instrutores também pontuaram que a palma-forrageira é uma boa fonte hídrica (composição que varia de 80% a 90% de água) e de minerais, como cálcio e potássio, para os animais.

Leia também:   Criminosos roubam 22 armas de fogo e munições em assalto em Domingos Martins

Parceria

O Dia de Campo contou com as presenças do diretor técnico do Incaper, Antonio Elias Souza, e do diretor-geral do Ifes – campus Santa Teresa, Ednaldo Miranda de Oliveira.

“Esse Dia de Campo é uma das muitas ações que temos realizado em parceria com o Ifes, buscando sempre contribuir com o desenvolvimento rural sustentável do Espírito Santo”, salientou Antonio Elias.

Mais informações sobre palma-forrageira

Produtores rurais que queiram a assistência do Incaper para o cultivo da palma-forrageira podem procurar os escritórios do instituto nos municípios.

 

Foto: Incaper/Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here