SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O Vasco anunciou na tarde desta quinta-feira (8) a demissão do técnico Ramon Menezes, 48, um dia após a derrota por 3 a 0 para o Bahia, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro. Foi o sexto jogo seguido sem vitória da equipe que ocupa a 10ª posição do Nacional, com 18 pontos.

Em uma breve nota no Twitter, o time carioca disse que já está à procura de um novo treinador. “O Clube agradece os serviços prestados pelo profissional e, em breve, anunciará o seu substituto.”

Caso nenhum profissional seja contratado até sábado (10), Júnior Lopes, auxiliar permanente do clube e filho de Antonio Lopes, é que vai comandar a equipe no clássico com o Flamengo.

Sob o comando de Ramon, o Vasco chegou a liderar o Nacional nas primeiras rodadas, mas caiu na tabela devido à sequência recente de quatro rodadas sem vitórias. O último triunfo foi em 13 de setembro, sobre o Botafogo, por 3 a 2.

Neste período de jejum o time vascaíno também amargou a eliminação na quarta fase diante da Copa do Brasil, diante justamente da equipe botafoguense, com uma derrota no jogo de ida, por 1 a 0, e um empate sem gols na volta.

Leia também:   Cano marca, mas Vasco cede empate ao Defensa y Justicia na Sul-Americana

O treinador chegou ao clube em março de ano para ocupar a vaga de Abel Braga. Ao todo, ele comandou o clube em 16 partidas, com oito vitórias, três empates e cinco derrotas.

Ramon Menezes é o décimo técnico demitido durante esta edição do Campeonato Brasileiro. Antes dele, Ney Franco e Thiago Larghi (Goiás), Tiago Nunes (Corinthians), Paulo Autuori (Botafogo), Roger Machado (Bahia), Felipe Conceição (Red Bull Bragantino), Daniel Paulista (Sport), Dorival Júnior (Athletico-PR) e Eduardo Barroca (Coritiba) também perderam o emprego.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here