MATHEUS MOREIRA
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A formação de três ciclones colocou o litoral das regiões Sul e Sudeste em alerta para ventos fortes e ressaca do mar a partir desta sexta (13). A Marinha emitiu um aviso para ondas de até 2,5 metros nas faixas litorâneas dos estados de São Paulo e do Rio de Janeiro entre a tarde desta sexta e a noite de domingo (15).

O mar agitado se deve a um primeiro forte ciclone que se formou no oceano e que deve ir embora até domingo. No entanto, um segundo ciclone que já começa a se formar na costa argentina chegará ao litoral brasileiro e deve se fundir com um terceiro, que se forma no litoral sul de São Paulo.

“É um evento complexo, existem algumas incertezas causadas pela interação entre esses ciclones. De qualquer forma, o mais importante é perceber a condução de ar frio para toda a região dos litorais do sul e sudeste”, diz Franco Nadal Villela, meteorologista do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia).

Leia também:   Tempo firme e seco na Região Sudeste nesta terça
Chuvas intensas foram registradas em São Mateus na noite de terça-feira e manhã desta quarta-feira. Foto: Wellington Prado/TC Digital

No Sudeste, a região afetada pelo ciclone já em plena atividade vai do norte de Ilhabela, em São Paulo, ao sul de Cabo Frio, no Rio de Janeiro. Já no Sul do país, a ressaca deve atingir praias que vão da fronteira do Uruguai com Brasil, no Rio Grande do Sul, até Laguna, em Santa Catarina, de acordo com informações do Climatempo.

Na semana que vem, a interação entre o segundo e terceiro ciclones deve produzir ventos costeiros com velocidade superior a 70 km/h na região Sul, em especial na costa do Rio Grande do Sul, segundo Villela. A interação de ciclones deve chegar a São Paulo ainda no domingo.

Cerca de 129 cidades registraram ocorrências, incluindo pelo menos duas mortes. De acordo com a Defesa Civil de Santa Catarina, mais de 52 mil pessoas foram afetadas e 9.852 ficaram desalojadas.

FRIO INTENSO
A partir deste sábado (14), o país enfrentará uma onda de frio que deve ser a mais forte deste ano até o momento. Faltando pouco mais de um mês para o inverno, a estação foi adiantada e a temperatura deve ficar abaixo dos 10ºC em estados do Centro-Oeste e do Sudeste.

Leia também:   Especialista explica diferença entre neve, chuva congelada e chuva congelante

Há previsão de geada para Goiás e Mato Grosso, estados em que o fenômeno é menos frequente e coloca em risco safras de milho e café, por exemplo.

O frio deve perdurar por toda a segunda quinzena de maio com alguns intervalos com temperaturas mais amenas. Diversas cidades do país devem registrar temperaturas próximas ou abaixo de zero, situação pouco comum para parte do Brasil durante o outono.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here