São Mateus – Os trabalhos apresentados pelos estudantes durante a Mostra Científica das Escolas do Campo no Centro Universitário Norte do Espírito Santo (Ceunes) impressionou os visitantes. Mais do que expor a introdução da iniciação científica na realidade das instituições de ensino da zona rural, os estudantes pesquisaram e desenvolveram trabalhos relacionados a problemas que vivenciam nas comunidades.

Um exemplo foram alunos da Escola Pluridocente Municipal Bernadete de Lourdes Bastos, da Comunidade São Cristóvão. Eles produziram um defensivo agrícola natural usando arroz pré-cozido e melaço de cana. Segundo o trabalho dos alunos, o produto combate pragas e doenças em plantações.

Já alunos da Escola Pluridocente Municipal Córrego Mata Sede apresentaram um filtro para água, produzido com garrafa pet, algodão, areia e brita. Estudantes da Escola Municipal de Educação Fundamental Km 35 fizeram um trabalho de agricultura orgânica. Alunos da Escola Pluridocente Girassol, do Km 26, levaram para a mostra uma maquete, mostrando o trabalho do homem do campo. Da mesma instituição, outros estudantes mostram um projeto de energia eólica.

Leia também:   CCBB Rio terá 1ª Mostra de Cinema Haitiano no Brasil

ROBÔ E VULCÃO

Entre os projetos que despertaram mais a curiosidade dos visitantes, foi apresentado por alunos da Escola Pluridocente Municipal Rio Preto produziram um robô, a partir de garrafa pet. Já a Escola Unidocente Municipal Córrego Santa Maria levou para a mostra um projeto de vulcão, que entrava em erupção com a utilização de detergente, bicarbonato de sódio, corante e vinagre.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here