“Estamos muito felizes em poder celebrar o Dia Nacional da Consciência Negra [20 de novembro] com a presença da nossa vice-governadora” – disse o prefeito Daniel Santana ao recepcionar em São Mateus Jaqueline Moraes. Ontem, simbolicamente o Município foi a capital do Espírito Santo.

A cerimônia de transferência aconteceu no Sítio Histórico Porto de São Mateus, mais uma vez, liderada pela vice-governadora. Jaqueline Moraes já havia conduzido o ato em 2019. Ele está previsto na Lei Estadual nº 8.790/2007 e faz parte da programação da Secretaria de Direitos Humanos (SEDH) para o Novembro Negro. A solenidade aconteceu na Casa da Cultura.

Daniel Santana frisa ainda que tem “muito orgulho de ser prefeito de São Mateus, que é terra de quilombos e aqui nasceram e viveram muitos heróis negros revolucionários que lutaram pela liberdade”. Segundo ele, “pela dívida histórica que temos com os negros, todo o dia é dia de combater o racismo”.

Leia também:   Mulher assaltada em Guriri por bandidos de moto

Jaqueline Moraes, que é a primeira mulher negra eleita para o cargo, destacou a importância do ato desta sexta-feira. “Quando o País celebra o Dia Nacional da Consciência Negra, o Espírito Santo faz a transferência simbólica da Capital do Estado para São Mateus. Nos leva a pensar a partir daqui como um lugar de sonho do povo negro. Sonho como forma de cuidar de todos nós, a população negra deste Estado” – disse, citando o aumento na representatividade política de candidatos negros, mulheres e trans no processo eleitoral deste ano.

“É necessário entendermos que esta é uma resposta social muito forte. As políticas afirmativas mostram que pretos e mulheres são a maioria, e se são maioria, precisamos ocupar os espaços de poder. Eu acredito muito nisso e vou continuar lutando para que estas mudanças continuem acontecendo” – reforça Jaqueline Moraes, destacando que seu trabalho à frente da Vice-Governadoria do Estado é coletivo.

Em Guriri, Jaqueline Moraes assinou a ordem de serviço para a reforma da sede da 4ª Companhia da Polícia Militar.

Jaqueline Moraes destaca cooperação entre comunidade e PM em Guriri

 

Ao assinar a ordem de serviço para as obras de reforma da sede da 4ª Companhia da Polícia Militar de Guriri, a vice-governadora Jaqueline Moraes destacou a parceria entre a comunidade e a PM no balneário. Jaqueline lembrou que, com a ajuda dos moradores, foi possível construir o local e, agora, o Governo do Estado destina mais de R$ 350 mil para as obras de reforma.

Leia também:   Homem sofre tentativa de homicídio em Guriri

A vice-governadora disse que a obra tem um valor muito importante por oferecer mais conforto e condições melhores para que os militares possam atuar, além de disponibilizar um ambiente mais aconchegante para as pessoas.

“As intervenções na unidade policial serão executadas pelo Departamento de Edificações e de Rodovias do Espírito Santo (DER-ES). Serão realizados serviços de revisão elétrica e da parte hidráulica, substituição de todo o piso e telhado, pintura em geral, troca de esquadrias, manutenção dos banheiros, além de pavimentação do pátio e calçada cidadã” – destaca assessoria do DER-ES. O valor do investimento é de R$ 354,5 mil e o prazo de execução da obra é de sete meses.

“O Governo está fazendo um investimento robusto na área de segurança pública do Espírito Santo. Estamos reformando também outras unidades da PMES em Vila Velha, Serra e Linhares. Executar melhorias no local de trabalho desses servidores é proporcionar dignidade para que exerçam seu trabalho da melhor forma possível” – afirmou o diretor-presidente do DER, Luiz César Maretto, que também acompanhou da agenda da vice-governadora em São Mateus.

SRE E ESTADUAL

Leia também:   Homens presos em Guriri após ameaçarem vítima com simulacro de pistola

A vice-governadora Jaqueline Moraes também visitou as obras de reforma da Superintendência Regional de Educação e de construção do espaço esportivo da Escola Estadual Ceciliano Abel de Almeida, no Centro do município.

 

“Aqui viveu Zacimba Gaba”, lembra secretária de Direitos Humanos

Para a secretária estadual de Direitos Humanos, Nara Borgo, a transferência simbólica da Capital para São Mateus é extremamente importante. “Aqui viveu Zacimba Gaba, mulher negra que lutou, resistiu e libertou muitas pessoas que foram escravizadas. Aqui atracou o último navio negreiro que chegou ao Brasil e aqui tem uma grande população negra. Estar aqui hoje, com nossa vice-governadora, que é negra, para esta solenidade também é histórico. Que possamos lutar dia a dia contra o racismo, que sejamos antirracistas e possamos transformar nossa sociedade em um espaço realmente democrático, justo e igualitário” – afirmou.

Já a gerente de Promoção da Igualdade Racial da SEDH, Edineia Conceição de Oliveira, enfatizou que a transferência simbólica da Capital é importante por causa do resgate cultural que se faz desse território. “Essa ação representa o reconhecimento a toda história do povo negro para os capixabas. É importante fomentar as políticas públicas para a população dessa cidade que tem uma representação tão grande para nosso Estado”, pontuou.

CONSCIÊNCIA NEGRA

O Dia da Consciência Negra relembra, por meio de ações em todo Brasil, a morte de Zumbi dos Palmares, líder quilombola que representa a luta dos negros contra a escravidão na época da colonização do País (1530 – 1888). Inicialmente incluída em 2003 no calendário nacional, a data foi oficializada pela Lei nº 12.519 já no ano de 2011.

No caso do ato simbólico no Espírito Santo, o presidente do Conselho Estadual de Promoção da Igualdade Racial (Cepir), Rosemberg Moraes Caitano, explica a importância histórica da escolha de São Mateus para Capital neste 20 de novembro.

“Para mim, a importância da transferência da Capital para a cidade de São Mateus é um ato antirracista que o nosso Governo do Estado evidencia, tendo em vista que o porto de São Mateus foi o último a receber escravos em nosso Estado, mesmo depois da Lei Áurea. Eu acredito que quando o poder público efetiva essa ação de transferir a Capital, ele diz ‘não’ a toda a forma de racimo institucional”, lembra.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here