Membros da Associação de Moradores da Comunidade Nossa Senhora de Fátima, lado norte de Guriri, estão preocupados com lotes abandonados no balneário. Presidente da entidade, Greice Kelly Neves procurou a Rede TC e citou o caso de um terreno com piscina abandonada, com água parada, que tem levado medo aos moradores de contraírem dengue. Ela aponta ainda que existe outro problema: de entulhos e galhos jogados nas ruas.

Dias depois de uma limpeza da Prefeitura, moradores tiveram que limpar a Rua 16 novamente, após serem jogados entulhos na via. Foto: Divulgação

Greice entende que é preciso mais conscientização da população ao mesmo tempo em que cobra fiscalização mais rigorosa, com notificações e multas aos responsáveis por terrenos sujos e abandonados e, também, para quem joga entulhos nas ruas.
Ela relatou que um pedido de retirada de entulhos na Rua 16 foi atendido pela Prefeitura. Porém, pessoas voltaram a jogar lixo na mesma via pouco tempo depois, levando os moradores a terem que limpar o local.

Entulhos estão sendo jogados em terrenos baldios e ruas. Foto: Divulgação

O terreno com piscina abandonada está localizado entre as ruas 15 e 16, lado norte. Greice frisou que um agente de combate a endemias esteve no local nesta quinta-feira (18), aplicou remédio e explicou que não foi constatado foco do mosquito Aedes aegypti no empreendimento. Secretário municipal de Saúde, Henrique Follador salientou que tinha ciência da situação e enviou a equipe ao terreno. Ele frisou ainda que o local está sendo monitorado a cada 15 dias. O secretário disse que solicitou à Secretaria de Obras, Infraestrutura e Transportes para que a piscina abandonada fosse esvaziada e coberta com areia.

Leia também:   Lions realiza festival de saladas para obter recursos para campanha da visão
O secretário de Saúde Henrique Follador disse que as equipes de combate a endemias estão monitorando a cada 15 dias o lote com piscina abandonada em Guriri. Foto: Divulgação

Secretário de Obras, Valter Pigati salientou que, em relação a lotes abandonados e sujos, o Município primeiro notifica os donos e depois multa. Em último caso, realiza o serviço de limpeza e coloca o proprietário em dívida ativa, para ressarcimento das despesas da Prefeitura. Ele ressalta que, em muitos casos, há dificuldade em identificar o dono do imóvel, além de a Prefeitura ser impedida de realizar serviços em áreas privadas. É o que acontece no terreno com piscina abandonada que está gerando preocupação na Associação de Moradores da Comunidade Nossa Senhora de Fátima. O secretário adianta que buscará uma solução para o problema.

Pigati acrescenta que quem perceber lotes abandonados deve denunciar os responsáveis, assim como quem deposita entulhos nas ruas, que também está sujeito a notificação e multa. O secretário acrescenta que tem trabalhado de forma intensa em Guriri, sendo que nesta quinta-feira (18) quatro motoniveladoras, uma pá-carregadeira e quatro caçambas estavam trabalhando no balneário no serviço de limpeza e patrolamento de ruas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here