A taxa de analfabetismo das crianças entre 7 e 9 anos no Espírito Santo ficou em 5,7% no quarto trimestre de 2018. A média do Estado é inferior à registrada no Brasil (8%). Os dados constam no Boletim da Educação, lançado pelo Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN) com base na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua Trimestral, referente ao 4º trimestre de 2018.

A publicação do IJSN apresenta também dados em relação à frequência escolar no Estado, na Região Sudeste e Brasil. “Os dados revelam que praticamente todas as crianças e jovens, de todas as classes sociais, entre os 6 e 14 anos estão frequentando a escola. Nesta faixa etária, tem-se um mínimo de 98% e um máximo de 99,9% de frequência” – ressalta a assessoria do Governo do Estado.

No Espírito Santo, a frequência escolar é 99,6% entre as crianças de 6 a 10 anos de idade e de 98,4% entre as de 11 a 14 anos, comportamento bem semelhante à média brasileira. “Na faixa etária de jovens de 15 a 17 anos o desafio da frequência escolar é intensificado, e o índice fica em 79,6% no Estado e 81,1% no Brasil”.

Leia também:   Lutador de Braço do Rio é campeão mundial de boxe clássico

Ainda segundo a pesquisa, no 4º trimestre de 2018, a alocação do tempo dos jovens entre 15 a 29 anos (873.253 capixabas) estava assim distribuída: 41,3% (360.376) só trabalhavam, 25,2% (220.122) só estudavam, 21,9% (191.635) nem trabalhavam e nem estudavam e 11,6% (101.120) trabalhavam e estudavam. Dentre os jovens que não trabalhavam e não estudavam, 107.519 (56,1%) não estavam procurando emprego na ocasião da pesquisa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here