A Polícia Civil do Espírito Santo, por meio do Departamento Especializado de Investigações Criminais (Deic), prendeu um colecionador, atirador desportivo e caçador (CAC), de 44 anos, investigado por possível comercialização irregular de armas de fogo. Segundo a PCES ele foi detido durante uma ação realizada no dia 22 de maio, em Guarapari.

Durante a ação contra o CAC, de cumprimento de mandados de busca e apreensão em Guarapari e Vila Velha, foram apreendidas 24 armas e quase 9 mil munições. Entre as armas apreendidas, havia um fuzil AR-15 calibre 5.56 com a numeração raspada.

O delegado-geral da PCES, José Darcy Arruda destacou a ação realizada pelo Deic como muito importante, que é a retirada de armas, numa das maiores apreensões dos últimos tempos. “Armas de grosso calibre, armas de alto potencial de letalidade. Então parabenizo a Deic por essa ação” – frisou. Ele reforça que a Polícia Cientifica realizará a perícia das armas, para verificar se elas foram utilizadas em crime.

PRISÃO DE CAC

Chefe do Departamento Especializado de Investigações Criminais (Deic), delegado Gabriel Monteiro explica que a Polícia Civil recebeu a informação que o homem estaria com diversas munições e armamento pesado de forma irregular e ilegal. Sendo assim, iniciou a investigação, foi solicitado e deferido mandados de busca e apreensão em endereços do suspeito, em Vila Velha e Guarapari, sendo encontrado o armamento pesado de alto calibre.

Leia também:   Operação conjunta prende dois em flagrante após troca de tiros em Pinheiros

O delegado detalha que o homem possuía passagem por porte ilegal de arma de fogo. A partir dessa nova ação, a Polícia Civil vai aprofundar as investigações para verificar se de fato, ele só comprava armas e de quem estava comprando essas armas. O delegado afirma que quatro das armas apreendidas são provenientes de furto e roubo.

O homem foi preso em flagrante e teve decretada a prisão preventiva posteriormente. Um segurança doa empresa onde ele trabalhava foi flagrado por porte ilegal de arma, pagou fiança e responderá o processo em liberdade.

 

Foto: PCES/Divulgação

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here