Por
Wellington Prado
Repórter

O Sindicato dos Servidores Públicos de São Mateus (Sindserv) está convocando uma paralisação dos servidores da rede municipal de ensino para esta quinta-feira (25). De acordo com o presidente sindical Herikson Locatelli Mattos, o ato foi aprovado em assembleia geral extraordinária realizada no sábado (20), na sede do Sindserv.

Ele afirma que o ato possui duas pautas principais. Segundo ele, a primeira é buscar um posicionamento do prefeito em exercício Aílton Caffeu sobre o relacionamento da gestão da Secretaria de Educação com os profissionais da rede municipal de ensino. Herikson aponta que há dificuldades nessa questão.

O sindicalista explica que a relação da gestão com servidores foi agravada com a decisão de retomada das aulas presenciais obrigatórias nas escolas da rede municipal de ensino, que ocorreu a partir do dia 8 de novembro, sem consulta prévia aos professores.
Herikson ressalta que havia orientação do Conselho Municipal de Educação para que as aulas seguissem em revezamento, o que segundo ele não foi acatado.

Leia também:   São Mateus inicia processo para contratar temporários para a Educação

Lembra que ao retomar as aulas presenciais obrigatórias, ocorreram registros de casos confirmados de covid-19, o que acarretou a suspensão das aulas presenciais em três escolas. Além disso, o presidente do Sindserv afirma que recebeu relatos que servidores estão sendo orientados a não comentarem sobre casos de covid nas instituições de ensino.

 

FUNDEB

A segunda pauta, segundo Herikson, é buscar esclarecimentos em relação à destinação da sobra dos recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), caso exista.

Conforme disse, alguns municípios estão destinando a sobra para pagamento de abonos aos profissionais. Ele defende que os servidores de São Mateus querem participar da definição sobre a utilização desses recursos.

PREFEITURA
Em resposta, a Prefeitura de São Mateus, por meio da Secretaria de Comunicação, afirma que não vai se manifestar antes da paralisação e que acredita que possa ocorrer uma reunião com os representantes da categoria ainda nesta quinta-feira (25).

 

Leia também:   Câmara de São Mateus votará novo Regimento Interno nas próximas sessões

Foto do destaque: Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here