Os servidores que haviam aderido à greve na unidade do Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes) em São Mateus em abril encerraram o movimento nesta quarta-feira (19). As informações foram confirmadas pela técnica-administrativa Alini Altoé, afirmando que o retorno às atividades normais dos servidores ocorreu nesta quarta.

Conforme carta do movimento, diversos profissionais aderiram à greve em São Mateus. “Avaliamos que não conseguiremos mais dar uma contribuição maior do que a que já demos ao movimento”, sustenta. Ainda conforme a carta, o retorno ao trabalho não significa o fim da mobilização “porque os servidores seguirão vigilantes, atentos e fortes”.

A decisão dos servidores do Ifes em São Mateus segue ainda deliberação da base da seção do Espírito Santo do Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica (Sinasefe-ES), ocorrida em assembleia na terça-feira (18), de forma híbrida. A base decidiu aceitar as propostas do Governo Federal para as carreiras de técnicos-administrativos e docentes, embora entendesse que poderiam ser melhores.

O movimento grevista foi iniciado em abril na unidade do ifes em são mateus sendo encerrado nesta quarta-feira.
Foto: Divulgação

“A seção encerrará definitivamente o movimento após a 193ª Plena do Sinasefe Nacional que ocorrerá nos dias 21 e 22 de junho de 2024, de forma híbrida”, detalha o Sinasefe-ES.

Sobre recomposição salarial, o Governo Federal propôs para os técnicos reajuste de 9% em janeiro de 2025 e 5% em abril de 2026, além de elevação dos degraus (steps) do plano de carreira de 3,9% para 4% em janeiro de 2025 e 4,1% em abril de 2026.

Para os docentes, as propostas de reajuste são de 9% em janeiro de 2025 e 3,5% em maio de 2026.

 

Mais conquistas da greve

 

Alini Altoé relatou outras conquistas do movimento grevista, dentre elas, o anúncio do Governo Federal de incrementar mais R$ 5,5 bilhões no orçamento dos institutos federais. Além do reajuste nos salários de técnicos e docentes em 2025 e 2026, também são conquistas das categorias o reposicionamento de aposentados e de novas adesões ao PCCTAE para quem estava fora, a criação de grupo de trabalho de seis meses para implantação do reconhecimento de saberes e competências para técnicos, o aumento do percentual nos níveis de A a D da carreira e a ampliação do reconhecimento de saberes de competências para docentes aposentados.

Outro ponto é a revogação de instrução normativa que, na avaliação dos servidores, dificulta a progressão de docentes.

 

Adufes realiza assembleia nesta sexta-feira

 A Associação de Docentes da Ufes (Adufes) realiza uma assembleia geral, nesta sexta-feira (21), às 14h, em Vitória, para avaliação da greve e análise da conjuntura.

De acordo com a Adufes, o Comando Nacional de Greve (CNG) indicou que a categoria responda a três perguntas: Qual a avaliação das propostas do governo apresentadas? Devem assinar ou não, as propostas apresentadas? Devem continuar a greve ou construir saída coletiva no Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes)?

Foto do destaque: Divulgação

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here