MARCOS GUEDES
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Deu a lógica no confronto entre as duas equipes que mais empataram no Campeonato Brasileiro. Cuiabá e São Paulo tiveram dificuldades no campo de ataque, na noite de segunda-feira (11), e não fizeram o suficiente para movimentar o placar.

O 0 a 0 na Arena Pantanal foi a quinta partida consecutiva –e a 12ª no geral– na qual o time do Morumbi conquistou um ponto. Chegou, assim, aos 30, ainda perigosamente perto da zona de rebaixamento à Série B.

Os comandados de Hernán Crespo ocupam a 13ª colocação. A primeira equipe no grupo das quatro últimas, o Bahia, está quatro pontos atrás, mas com uma partida realizada a menos.

Já o Cuiabá, que agora soma 31, está imediatamente à frente do São Paulo na tabela. E poderia estar em melhor situação se tivesse concluído com mais precisão as chances que se apresentaram na segunda, sobretudo em contra-ataques.

No primeiro tempo, os donos da casa se fecharam bem e saíram velocidade. Assim, criaram dois lances de perigo, mal finalizados por Max e Jenison.
Rigoni se lesionou perto do intervalo, o que não facilitou as coisas para os visitantes. Eles até cresceram em uma etapa final mais aberta, na qual tiveram momentos de predomínio.

Leia também:   Brasileiro: Cuiabá vence Fortaleza e se afasta do Z4

Mas foi o Cuiabá o time que esteve mais perto do gol. Na melhor de suas jogadas, Felipe Marques recebeu de Jenison, cortou Igor Gomes e saiu na cara de Tiago Volpi, que lhe fechou o ângulo e fez ótima defesa.

Mais uma vez, o São Paulo teve de se contentar em sair de campo com um ponto.

 

Foto do destaque: Rubens Chiri / saopaulofc.net

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here