Em mais uma iniciativa comunitária-construtivista, a Rede TC de Comunicações lança o projeto TC e seu Negócio com o objetivo de alavancar o empreendedorismo. O projeto, em parceria com o Sebrae-ES, Rádio Kairós e apoio dos chefs Jaque Fortes e Thiago Norbs, além de Altis Imagens, terá lives nos dias 30 de setembro, 1º, 7, 8 e 13 de outubro, sempre às 19 horas.

Diretor Comercial da Rede TC, Alexandre Castro explica que as lives serão de cursos de culinária, ensinando pratos salgados e doces que podem ser vendidos por delivery, por exemplo.

O objetivo principal é incentivar o empreendedorismo de forma legal, com orientações administrativas. Para participarem os interessados devem fazer se inscrever no canal da TVTC no YouTube, ativar o sininho para não perder as postagens, e assistir as lives.

A chefe de cozinha Jaque Fortes ministrará os cursos de culinária. Foto: Divulgação

As duas primeiras lives serão de cursos de pratos salgados, ministrados pelos chefs de cozinha Jaque Fortes (Ateliê Gourmet) e Thiago Norbs (Norbs Cozinha Gourmet). A terceira e a quarta serão de cursos de pratos doce, com Jaque Fortes.

Já a quinta live será ministrada pela gerente regional norte do Sebrae-ES, Clebia Pettene de Souza. Também participam um profissional de contabilidade e um de finanças. Os nomes ainda serão apresentados.

Leia também:   Casos ativos de coronavírus caem para menos de 50 em São Mateus

“Esta última live será importante porque terá orientação para a abertura de MEI, para tirarmos dúvidas sobre a parte legal e como buscar o microcrédito para iniciar o seu negócio” – detalha Alexandre Castro.

“Entendemos que este momento de desemprego aliado a restrições, existe uma onda de novos negócios sendo iniciados, porém, em sua maioria, de maneira informal. Esse projeto abraça também essas pessoas que já começaram a empreender, mas que ainda não se regularizaram” – reforça.

Pratos que podem garantir renda extra

Acumulando seis anos de experiência com capacitações fora do Município, a chefe de cozinha Jaqueline Fortes da Silva Verly participa de todas as lives dos cursos de pratos salgados e doces do projeto TC e seu Negócio. Para as duas primeiras, ela convidou o especialista em pratos salgados Thiago Norbs.

O chefe de cozinha Thiago Norbs também participa das lives. Foto: Divulgação

Jaque Fortes está definindo com Thiago os pratos do curso. “Serão pratos que poderão garantir uma renda extra. Vamos fazer algo simples e acessível a todos” – adianta.

Em tempo de economia familiar abalada pela pandemia do novo coronavírus, Jaque entende que o projeto TC e Seu negócio é uma oportunidade que se abre para as pessoas que necessitam de uma renda extra.

Leia também:   Hemoes lança campanha para incentivar doação de sangue

“Se tiver um trigo dentro do armário, um ovo, e vontade de fazer um bolo, faça um bolo bem feito, com amor, e ele pode ser vendido”, exemplifica.

A chefe de cozinha acrescenta que o projeto tem benefícios também para ela. “Acredito que quanto mais você passa conhecimento, mais você aprende. As bênçãos de Deus recaem sobre a gente de forma grandiosa” – reforça.

Conhecimento para desenvolver os negócios

Gerente regional norte do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-ES), Clebia Pettene de Souza ministra a quinta live do projeto TC e seu Negócio junto com um profissional de contabilidade e um de finanças.

Gerente regional norte do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-ES), Clebia Pettene de Souza ministra a quinta live do projeto TC e seu Negócio junto com um profissional de contabilidade e um de finanças. Foto: Divulgação

Clebia destaca a importância de falar para um potencial microempreendedor sobre os benefícios dele de se formalizar. Frisa ainda que os participantes também podem participar das capacitações adicionais do Sebrae, “adquirindo conhecimentos para desenvolver os negócios e crescer”.

A gerente ressalta que o objetivo é falar para quem já é microempreendedor e não está formalizado, orientando como fazer o negócio crescer e sobre a importância de regularizar a situação. Mas qualquer pessoa interessada em aprender pode participar do projeto.

Leia também:   BID aprova 30 milhões de dólares para apoiar micros e pequenas empresas capixabas via Bandes

“Mesmo porque, quando esse empresário não está regularizado, não possui CNPJ, ele não terá acesso, quando precisar, de algum benefício do Governo e até ao crédito para alavancar o empreendimento”, explica.

Clebia avalia que os microempreendedores individuais contribuem para a dinamização da economia no País. E cita como exemplo os que fazem salgados para vender ou a manicure. “Para todos esses pequenos negócios temos uma infinidade de tipos de serviços de comércio. É importante eles se atualizarem sobre legislação disponível para o MEI” – afirma.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here