Técnicos da Secretaria de Educação de Carlos Chagas, localizado no Vale do Mucuri, Minas Gerais, estiveram em São Mateus para conhecerem o programa Todos em Casa pela Educação, colocado em prática pela Secretaria de Educação de São Mateus. De acordo com a Secretaria de Comunicação, a apresentação foi feita na quinta-feira (14) pelo secretário de Educação José Adilson Vieira de Jesus.

“Durante a visita, José Adilson detalhou todo o funcionamento do programa e a utilização de recursos tecnológicos, as interações entre professor e aluno, a produção de aulas gravadas e o acompanhamento pedagógico para os quase 18 mil alunos da rede” – frisa a Secom.

 

MOMENTO ENRIQUECEDOR

Para Charles Sampaio, representante do município de Carlos Chagas, a experiência em São Mateus foi exitosa e importante para conhecer o procedimento para as aulas on-line. “O projeto desenvolvido pela Prefeitura de São Mateus é muito interessante para trabalhar com o ensino híbrido e incorporar a tecnologia ao dia a dia dos nossos estudantes e profissionais da Educação do País. Foi um momento enriquecedor e fortalecedor entender as ferramentas utilizadas, a interação e as práticas pedagógicas desenvolvidas” – destacou.

Leia também:   Suspeito de fabricar armas flagrado com submetralhadora e revólveres no Bairro Ayrton Senna

 

EDUCAÇÃO EM TEMPOS DE PANDEMIA

Em 2020, com a Pandemia do novo coronavírus, veio a interrupção inesperada das aulas e por orientações oficiais dos órgãos de saúde, as aulas presenciais foram suspensas. “Desde então a Secretaria Municipal de Educação tem empreendido esforços para que seus alunos não sejam prejudicados com relação ao seu processo de escolarização” – afirma a Secretaria de Comunicação.

Na busca de soluções adequadas que contemplassem as especificidades da Rede Pública Municipal de Ensino, o Município passou a oferece o programa Todos em Casa pela Educação.

A primeira ação disponibilizou, via internet, material de apoio pedagógico da Educação Infantil e Ensino Fundamental (1º ao 9º ano), em suas modalidades, para a realização de estudos, mesmo que ainda longe da escola.

Em continuidade ao Programa, a Secretaria adotou a Plataforma Google For Education (Google Sala de Aula), como ambiente virtual para oferta das atividades complementares não presenciais.

Para viabilização dessa oferta a Secretaria ofereceu formação, para a utilização das plataformas digitais, para técnicos da SME, diretores, pedagogos, professores e coordenadores escolares. Durante essa formação também foram elaboradas atividades que constituíram uma biblioteca virtual de atividades pedagógicas considerando o Programa Municipal de Ensino aliado à Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

Leia também:   Marcos de Val é eleito vice-presidente da Comissão de Fiscalização e Controle do Senado e debaterá preço da gasolina

A partir de 6 de julho aconteceu a mobilização e acolhimento de cerca de 18 mil estudantes de sua Rede que passaram a acessar as atividades de forma on-line. Nessa nova fase as atividades passaram a ser computadas para o cumprimento da carga horária letiva, conforme normas vigentes.

Todo material da plataforma é disponibilizado de forma impressa aos estudantes da Rede que não possuem acesso à internet.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here