A procura de brasileiros por cruzeiros no país aumentou 21% no primeiro semestre. Este é o terceiro ano consecutivo em que o fluxo de passageiros apresenta crescimento, segundo dados divulgados hoje (17) pela Clia Brasil, associação comercial da indústria de cruzeiros.

De acordo com a entidade, nos primeiros seis meses de 2019, foram registrados 293 mil embarques de turistas brasileiros em navios na costa do país, um aumento de 21% em relação ao mesmo período em 2018, quando foram transportados 231,4 mil passageiros. Somando os embarques em cruzeiros dentro e fora do país, foram transportados 402 mil passageiros, um aumento de 16,1% em comparação com os 346 mil do mesmo período em 2018.

Os brasileiros representam 64% dos consumidores de cruzeiros da América do Sul, o maior mercado do continente. Argentinos e colombianos representam 17% e 7%, respectivamente. Segundo a CLIA, a idade média entre esse tipo de passageiro é de 45 anos e a duração média da viagem é de 6,5 dias.

Leia também:   Espírito Santo ocupa 2ª posição em ranking de liberdade econômica do País

Entre os destinos domésticos, a costa brasileira é a rota de cruzeiro mais popular do país, representando 73% de todas as viagens de passageiros nacionais, no primeiro semestre de 2019.

O Caribe é outro destino preferencial, com 64 mil brasileiros navegando para a região, entre janeiro e junho de 2019. A África e o Oriente Médio também são destaques, pois são destinos que quase dobraram de popularidade desde o ano passado.

Na temporada de 2018/2019, o Brasil recebeu sete navios que cruzaram a costa do país durante 841 dias (5,4% a mais que na temporada anterior), transportando, aproximadamente, 462 mil passageiros.

“No Brasil, a temporada 2019/2020 de cruzeiros receberá oito navios, um a mais do que a temporada passada, trazendo 531.121 leitos que serão divididos por 144 roteiros e 575 escalas. A temporada 2018/2019 foi responsável por um impacto econômico de R$ 2,083 bilhões na economia do país, gerando 31.992 postos de trabalho”, disse a entidade.

Terminal de passageiros

Com o crescimento no número de cruzeiros, o Ministério da Infraestrutura assinou, em setembro, um contrato para a construção do primeiro porto com terminal de passageiros exclusivo para cruzeiros.

Leia também:   Programa Verde Amarelo incentiva geração de emprego e renda

O terminal será construído no porto de Balneário Camboriú (SC) pela empresa PDBS. O projeto do governo é construir 15 instalações voltadas para o turismo marítimo em todo o Brasil.

O Ministério do Turismo estima que o impacto no turismo marítimo brasileiro com o terminal de Balneário Camboriú seja de mais 300 mil turistas, com mais cinco navios realizando cruzeiros, sendo 120 mil estrangeiros. “O impacto econômico seria de mais R$ 2 bilhões, um crescimento de 100% considerando os dados de 2018/2019”, disse a pasta. (Agência Brasil)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here