“O mundo está numa transformação gigante. Metodologias ágeis, startups, negócios que mudam muito rapidamente, negócios disruptivos. Então, as empresas que não perceberem esse movimento de inovação e continuarem a fazer os serviços, os trabalhos, os produtos, da mesma forma que já faziam há algum tempo, podem ser que encontrem barreiras daqui para frente”.

A avaliação é do presidente do hub Base 27, de Vitória, Francisco Carvalho, um dos participantes do Summit 2022, encontro realizado pelo Bússola Hub em São Mateus e que discutiu, inovação corporativa com empresários do norte do Espírito Santo. O encontro foi realizado quinta-feira (2).

Francisco Carvalho foi um dos participantes do Summit 2022.
Foto: Wellington Prado/TC Digital

O hub Base 27 serviu de inspiração para a criação do Bússola Hub, lançado em São Mateus em dezembro do ano passado. “Acho muito importante movimentos como esse. Eles fazem com que as empresas, no caso daqui de São Mateus e região, possam entender os movimentos que estão acontecendo no Brasil e mundo afora. É um aviso para que elas possam se preparar para o mundo em transformação e conseguirem continuar seus negócios e crescer” – frisa Francisco Carvalho.

O presidente do hub Base 27 destaca que as empresas, antes de encontrar essas barreiras, devem começar a pensar de forma diferente. “Às vezes, não é só tecnologia, é um modelo de negócios, uma forma de trabalhar. E é trabalhar a mesma coisa que você tem de uma maneira diferente, o que já produz resultado” – sustenta.

Leia também:   Município cede caminhonete para a escola agrícola de Nestor Gomes

VALORIZAÇÃO DAS PESSOAS
“Quando a gente fala em inovação, primeiro a gente precisa trazer pessoas para esse mundo que, invariavelmente, não tem nas empresas. Então, vamos elevar o nível de satisfação das pessoas para poder proporcionar que as empresas evoluam. Nesse sentido, as próprias faculdades, universidades, vão precisar melhorar a qualidade do ensino. Vamos gerar empregos cada vez mais qualificados, conseguir ter uma economia mais pujante, pessoas mais preparadas, se traduzindo em mais negócios para todo mundo” – frisa.

Summit 2022 apresenta referências em inovação

Realizado pelo Bússola Hub, o Summit 2022 discutiu inovação corporativa. A programação teve início à tarde e prosseguiu até a noite, quinta-feira (2), no espaço de inovação ao lado da sede da Soma Urbanismo.

O encontro teve a participação do CTIO do Grupo Águia Branca Janc Lage, do Ceo do Plus Delivery Vinícius Teixeira, do presidente do hub Base 27 Francisco Carvalho, do diretor da Timenow Walter Maia, do gerente de negócios e operações da Ti.Saúde Tito Magalhães, e da Ceo da Global Touch Júlia Caiado.

CTIO do Grupo Águia Branca, Janc Lage falou sobre inovação aberta como estratégia para empresas durante o Summit 2022, realizado pelo Bússola Hub em São Mateus. Foto: Wellington Prado/TC Digital

O encontro, com a presença de lideranças empresariais da região, teve dois painéis de discussão: Inovação aberta como estratégia para empresas e Como o ecossistema de inovação se fortalece e a região impactada se desenvolve.

Leia também:   Moradores pedem solução para conter vazamento de água no Bairro Carapina

Conforme o presidente do Bússola Hub, Erasmo Brito, o Summit 2022 usou as referências de grandes empresas para falar e discutir sobre inovação e formação do ecossistema de inovação no norte do Estado.

No início do encontro, o vice-presidente do hub, Flávio Aguilar, falou sobre o Bússola Hub, “que nasceu para ajudar a transformar o ambiente de negócios do Espírito Santo por meio da inovação”.

Bússola Hub tem projetos e calendário de encontros

O presidente do Bússola Hub Erasmo Brito destaca que o hub já tem uma rotina e uma gestão de comunidade, com pessoas que desenvolvem projetos no espaço de inovação localizado ao lado da sede da Soma Urbanismo.

“Estamos fazendo com que tudo isso gere uma diversidade de negócios, que a maré suba para que todos possam navegar de uma maneira confiável, tanto o barquinho, que é o pequeno empresário, como o transatlântico, que é uma grande empresa” – enfatiza.

O Bússola Hub tem calendário que prevê encontros abertos a cada duas semanas. Nestes encontros as pessoas envolvidas podem se comunicar, conectar e participar de capacitação, através de processos que a Global Tech, uma parceira na Gestão de Comunidades do hub, aplica. Um exemplo é o Summit 2022, na qual foram apresentados também cases de sucesso, como startups que posteriormente foram adquiridas por grandes grupos empresariais.

Leia também:   GURIRI ROAD FEST: Encontro dos motociclistas começa nesta quinta com show de rock em Guriri

Erasmo lembra que o Bússola Hub foi lançado após a realização do Startup Weekend. Na oportunidade, diversos projetos foram lançados, sendo que um deles, conforme disse o presidente, já está avançando para se desenvolver e, talvez, virar um negócio de sucesso.

“A gente quer isso: desenvolver através da inovação. Fazer com que as empresas comprem essa ideia. A gente tem um ambiente acadêmico muito rico, como o Ifes e Ceunes. Que esses cérebros fiquem aqui nas nossas empresas. E que esse ecossistema de inovação fortaleça a região” – reforça Erasmo Brito.

EXCELÊNCIA
Erasmo Brito destaca ainda que o propósito é, por meio da iniciativa privada, criar um ambiente de inovação em São Mateus. Neste sentido, afirma que o empresário não pode enxergar o concorrente como rival, sendo importante a busca pela excelência junto à inovação.

“Como médico, pego como exemplo São Paulo, que tem o maior número de hospitais do País, a maior concorrência, mas onde tem o melhor nível de excelência em Medicina” – frisa.

Assim, reforça que mais empresas podem se enxergar e se juntar ao Bússola Hub, fortalecendo o ecossistema para o desenvolvimento da região. “Não podemos esperar somente por um dos braços, que é o Estado, mas sim pelo outro braço, que é a iniciativa privada” – complementa.

 

Foto do destaque: Wellington Prado/TC Digital

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here