Uma cidade empreendedora, com bom ambiente de negócios e estímulo às micro e pequenas empresas. Com esse propósito, o prefeito Daniel Santana firmou nesta terça-feira (26) uma parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo do Espírito Santo (Aderes).

A cerimônia ocorreu na sala de reuniões da Secretaria Municipal de Desenvolvimento, no centro administrativo da Prefeitura de São Mateus.

O projeto Cidade Empreendedora tem o objetivo de alavancar o empreendedorismo em São Mateus e envolve Prefeitura, Sebrae e Aderes. Fotos de Wellington Prado/TC Digital

Superintendente do Sebrae-ES, Pedro Rigo explica que o Serviço inicia o projeto com um diagnóstico do Município, desenvolvendo plano de trabalho junto com a Prefeitura. Em seguida, um convênio será firmado para a implantação de projetos de curto, médio e longo prazo, transformando São Mateus em ambiente de desenvolvimento da pequena e média empresa.

 

Pedro Rigo: projeto de curto, médio e longo prazo para desenvolver o ambiente de negócios.

Ele detalha ainda que neste diagnóstico, o Sebrae identifica as iniciativas e as dificuldades locais ao empreendedorismo para que sejam aplicadas ações que possam apresentar oportunidades. O Sebrae entra com consultorias especializadas, treinamentos, criando harmonização entre gestores públicos com o setor produtivo, “onde todos possam estar na mesma direção, criando ambiente favorável e o setor respondendo com geração de emprego e renda e economia dinâmica na cidade”.

 

Leia também:   “Cobrar-se menos e acreditar mais”, diz advogada Karen

O superintendente Pedro Rigo esteve presente junto com a gerente regional norte do Sebrae-ES Clebia Pettene de Souza. Ele detalhou ao prefeito, secretários municipais, representantes do Banestes e outras autoridades o projeto Cidade Empreendedora, que tem o objetivo de chegar aos 78 municípios capixabas contando com o apoio da Aderes.

Daniel: “Melhor para todos”

O prefeito Daniel Santana destaca que quer uma “São Mateus melhor para todos”. Dessa forma, reforça a importância das micro e pequenas empresas, sobretudo gerando oportunidades para os munícipes que mais necessitam do poder público.

Daniel Santana pediu engajamento do secretariado no projeto Cidade Empreendedora

Daniel cobrou engajamento do secretariado no projeto Cidade Empreendedora, ressaltando que quer diminuir a burocracia com o compromisso de ajudar a população mais carente de São Mateus e as micros e pequenas empresas.

Novo secretário municipal de Desenvolvimento, Hassan Rezende reforça a fala do prefeito Daniel. “Quem impulsiona a geração de emprego e renda é o empreendedorismo. Nossa secretaria está de portas abertas para as grandes empresas, mas também aos micros e pequenos empreendedores”.

Secretário municipal de Desenvolvimento, Hassan Rezende reforça a fala do prefeito Daniel. “Quem impulsiona a geração de emprego e renda é o empreendedorismo”.

SALA DO EMPREENDEDOR

Hassan destaca que neste contexto, logo após ser firmada a parceria com o Sebrae, foi inaugurada a Sala do Empreendedor, que funciona no centro administrativo da Prefeitura de São Mateus. A sala é destinada a apoiar principalmente os microempreendedores individuais (MEI), facilitando os processos de abertura de empresas, regularização e outros serviços.

Leia também:   São Mateus tem os menores índices de covid-19 entre os maiores municípios capixabas

Na Sala do Empreendedor é possível levantar crédito de R$ 200 a R$ 20.000, com taxas de juros menores do que as praticadas pelo mercado. Serve como uma ponte entre o Município, o Sebrae e o microempreendedor individual.

Além de financiamento para melhorar o empreendimento, o MEI e colaboradores terão acesso a capacitações, com auxílio técnico e específico para cada negócio.

A Sala do Empreendedor, inaugurada ontem, fica no centro administrativo da Prefeitura de São Mateus

Sebrae e Aderes patrocinam o programa

O custeio do programa Cidade Empreendedora será repartido entre o Sebrae-ES, com 70%, e a Aderes, com 30% dos investimentos. A Prefeitura entra com pessoal, instalações e a implementação de políticas públicas que visem estimular o empreendedorismo em São Mateus.

Gerente da Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo do Espírito Santo (Aderes), Paulo Barbosa detalha que o Governo do Estado destina em torno de R$ 800 mil para o projeto Cidade Empreendedora, permitindo que o custo do diagnóstico seja zero para o Município.

Gerente da Aderes, Paulo Barbosa acrescenta que após o diagnóstico, o Governo do Estado também está disposto a apoiar as ações, oferecendo microcrédito e capacitação dos empreendedores.

Paulo acrescenta que após o diagnóstico o Governo do Estado está disposto também a apoiar as ações, oferecendo microcrédito e capacitação aos empreendedores.

Durante a reunião, no centro administrativo da Prefeitura de São Mateus, O gerente do Banestes, Aloísio Fávaro, colocou o Banestes à disposição para contribuir com o projeto e o desenvolvimento do Município.

Leia também:   Investir em refinarias pode baratear combustíveis no Brasil, diz Sindipetro
O gerente do Banestes, Aloísio Fávaro, colocou o Banestes à disposição para contribuir com o projeto e o desenvolvimento de São Mateus.

 Márcio Castro: “Acredito na força do empreendedorismo”

Presente na cerimônia que estabeleceu a parceria entre o Sebrae e o Município de São Mateus, o Diretor Geral da Rede TC de Comunicações, Márcio Castro, afirma que acredita “na força do empreendedorismo e na capacidade transformadora que o setor tem”.

Márcio Castro avalia que o empreendedorismo “liberta as pessoas e dá a elas o estímulo e os meios necessários para serem donas da própria história”.

Presente na cerimônia que estabeleceu a parceria entre o Sebrae e o Município de São Mateus, o Diretor Geral da Rede TC de Comunicações, Márcio Castro, afirma que acredita “na força do empreendedorismo e na capacidade transformadora que a iniciativa tem”.

Márcio avalia que o empreendedorismo “liberta as pessoas e dá a elas o estímulo e os meios necessários para serem donas da própria história, e não reféns das gerações de oportunidades criadas por outros”.

Entendendo que o projeto Cidade Empreendedora tem possibilidade de transformar realidades, Márcio salienta que é ótimo sonhar e buscar atrair grandes empreendimentos, mas, ao mesmo tempo, é necessário trabalhar e traçar o caminho do empreendedorismo local, porque ele é tangível. Por esse motivo, parabeniza o programa e a parceria que envolve Sebrae, Prefeitura e Aderes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here