A Polícia Civil prendeu na manhã desta quinta-feira (11) um homem de 30 anos suspeito de ter executado o empresário de Jaguaré, Alessandro de Freitas. O corpo da vítima foi encontrado no fim da tarde do dia 24 de abril, um quilômetro após o Projeto Tamar, em Guriri.

Antes de ser encaminhado para o CDP, o suspeito foi levado para a Upa, para exame de corpo de delito. Foto: Ademilson Viana/TC Digital

Operação da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de São Mateus, teve o apoio de agentes da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core), com a utilização de quatro viaturas. O delegado José Eustáquio relata que foram cumpridos mandados de prisão temporária e de busca e apreensão, com o suspeito sendo encontrado em Guriri.

O suspeito foi encaminhado para a 18ª Delegacia Regional de São Mateus, sendo que a Rua da Liberdade, entre a Rua Coronel Constantino Cunha e Coronel Cunha Júnior, chegou a ser bloqueada. Os policiais estavam fortemente armados e alguns agentes do Core com toucas ninjas.

O homem preso foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (Upa) para exame de corpo de delito e depois encaminhado para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de São Mateus. O delegado José Eustáquio frisou que a prisão temporária tem a validade de 30 dias e o inquérito segue na DHPP.

Leia também:   Identificado o morto em tentativa de assalto na rodovia São Mateus-Nova Venécia

CRIME
A vítima Alessandro de Freitas foi encontrada com várias perfurações de arma de fogo. Uma picape Saveiro, pertencente a Alessandro, foi localizada 15 metros do local. A vítima era proprietário da empresa Bella Granitos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here