O Plano Safra 2020-2021 foi anunciado com pouco mais de R$ 236 bilhões em crédito para apoiar a produção agropecuária nacional. Após o lançamento, a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Tereza Cristina, salientou a atenção com a agricultura familiar por meio de medidas previstas no Plano que objetivam o apoio ao pequeno e médio produtor, segmentos do setor que mais precisam de ajuda Governo Federal.

O secretário de Agricultura Familiar, Fernando Schwanke, destacou, entre as ações, o aumento de recursos no Pronaf e Pronamp, a diminuição das taxas de juros, a ampliação de limites de crédito, o programa de habitação e o de inclusão de jovens no mercado de trabalho.

Segundo Fernando, a agricultura familiar responde pela maioria dos produtores no País e merecem a atenção dada pelo ministério neste novo Plano. “São ações importantes que o ministério vem tomando para esse seguimento que é tão importante. São 80% dos proprietários rurais do Brasil, em torno de 3,7 milhões de famílias de agricultores familiares, além de 300 mil famílias de pequenos proprietários que já não se enquadram dentro do Pronaf, mas são pequenos produtores” – descreveu.

Leia também:   FVC avança com curso de Odontologia

Este ano, R$ 33 bilhões foram alocados para o Pronaf, valor 6% superior em relação ao ano passado. Em paralelo, caíram os juros. Para custeio, os juros eram de 3% e agora são de 2,75%, já para investimento, as taxas caíram de 4,6% para 4%.

Além do aumento de crédito, outra modificação foi anunciada no Programa Pronaf Habitação. Agora, além dos produtores, os filhos deles também poderão se beneficiar com os financiamentos para construírem suas casas e permanecerem no Campo.

O novo Plano Safra trouxe também um programa de residência profissional agrícola, com orçamento de R$ 30 milhões, para inserir jovens profissionais das áreas de ciências agrárias no mercado de trabalho. Além disso, apontou aumento no Seguro Rural, que agora passa a ter à disposição R$ 1,3 bilhão para apoiar os produtores rurais na contratação de uma apólice. A expectativa do ministério é de que as contratações cheguem a quase 300 mil. (Com informação da Agência do Rádio)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here