Policiais Federais da Delegacia de São Mateus prenderam em flagrante, nesta segunda-feira (04), um homem de 26 (vinte e seis) anos recebendo uma encomenda entregue pelos Correios, contendo drogas sintéticas.

A PF detalha que a ação se iniciou após a Área de Segurança dos Correios informar que haveria uma encomenda suspeita, com indicativos de material irregular, que seguiria para o destinatário em Nova Venécia.

“A PF então solicitou ao juiz local autorização judicial para a realização de entrega controlada, além de mandados de busca para a residência do destinatário da encomenda e para o local de entrega, visto que se percebeu que, temendo justamente uma ação policial, o destinatário das drogas optou por apontar outro endereço que não o seu para o recebimento da encomenda” – ressalta.

Os policiais então acompanharam o momento em que o homem recebia a encomenda e procederam à prisão em flagrante após a constatação de que no interior do pacote havia seis embalagens contendo comprimidos de ecstasy. “Sem oferecer resistência à prisão, aos policiais confessou que adquiriu a droga pela internet, mas que não sabe quem seria o vendedor”, acrescenta a PF.

Leia também:   Forças de segurança realizam operação contra irregularidades e crimes com motos no ES

O homem foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Federal em São Mateus para a formalização da prisão em flagrante por tráfico interestadual de drogas e os comprimidos para a devida pesagem e perícia para confecção de laudo de natureza toxicológica.

Tráfico de Drogas

Art. 33. Importar, exportar, remeter, preparar, produzir, fabricar, adquirir, vender, expor à venda, oferecer, ter em depósito, transportar, trazer consigo, guardar, prescrever, ministrar, entregar a consumo ou fornecer drogas, ainda que gratuitamente, sem autorização ou em desacordo com determinação legal ou regulamentar:

Pena – reclusão de 5 (cinco) a 15 (quinze) anos e pagamento de 500 (quinhentos) a 1.500 (mil e quinhentos) dias-multa.

 

A PARCERIA COM OS CORREIOS

A Polícia Federal frisa que trabalha em parceria permanente com a área de segurança dos Correios e está atenta ao uso ilegal de seus serviços para o cometimento de crimes.

Foto de destaque: PF/Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here