A Petrocity Portos prevê pico de 750 empregos na construção da unidade administrativa do complexo portuário de Uruçuquara, em São Mateus, para o primeiro trimestre de 2021.

Diretor-presidente da empresa, José Roberto Barbosa da Silva relata que, se os trâmites burocráticos seguirem de acordo com o planejado, a mobilização para as obras inicia em outubro ou novembro, abrindo as contratações de forma gradual.

O diretor afirma que a Petrocity ainda aguarda a obtenção de alvarás e licenças em secretarias municipais para o início das obras na retroárea. “Algumas autorizações e anuências já temos”, disse José Roberto. Ele frisa ainda que o projeto tem obtido muito apoio da Prefeitura.

As obras desta etapa do projeto são as da unidade administrativa, das unidades e subestação de energia, das Estações de Tratamento de Esgoto e de Água (ETE e ETA), da torre de comunicação, além de terraplanagem e cercamento de área para a instalação da vila militar (Marinha).

José Roberto ressalta que o processo de contratação de profissionais será realizado “com muito planejamento”, com participação direta do Sine e absorvendo mão-de-obra nos municípios do entorno de São Mateus impactados.

Leia também:   Serra lidera em óbitos e Vila Velha em casos de coronavírus no ES

Ele destaca também que as obras serão feitas por empresas contratadas e que o recrutamento e treinamento dos profissionais “será anunciado em momento oportuno”.

Em relação à obra do terminal portuário, José Roberto disse que um novo estudo para dar entrada novamente no pedido de licença ambiental está sendo concluído. Ele ressalta que o empreendimento em Uruçuquara já tem a anuência do Governo Federal.

José Roberto confirma três empresas para o início das obras

Diretor-presidente da Petrocity Portos, José Roberto Barbosa da Silva explicou que os 750 empregos a serem gerados na primeira etapa das obras do complexo portuário de Uruçuquara serão possíveis por meio de empresas terceirizadas.

Ele afirma que já existem três empresas responsáveis pelas obras: FRA Energia –construção das unidades de energia fotovoltaica e da subestação de energia; Nexa Tecnologia –torre de comunicação; e BTO –unidade administrativa e implantação da área da vila militar.

O diretor-presidente de Petrocity relata que nos próximos dias deverá confirmar a contração da empresa responsável pelas obras das Estações de Tratamento de Esgoto e de Água (ETE e ETA).

Leia também:   Comil Cotaxé investe mais de 2 milhões em Barra de São Francisco

De acordo com ele, as contratações devem começar de forma gradual em meados de outubro, através do Sine de São Mateus, que ficará responsável “por definir um caminho técnico e isento para a seleção”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here