LEO BURLÁ
SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Após um início para lá de morno e sem muita objetividade, o Flamengo precisou de apenas um tempo para liquidar nesta quarta (7) o Sport por 3 a 0, com gols de Pedro (2) e Gustavo Henrique.

Sport x Flamengo. Foto: Alexandre Vidal / Flamengo.

A partida no Maracanã foi marcada por uma proposta defensiva muito clara dos visitantes, que foi executada com perfeição na etapa inicial. Ante um rival bem postado, o Fla teve dificuldades e não conseguiu furar o bloqueio.

Com mais velocidade e fome, o Rubro-negro voltou para o segundo tempo em outra rotação e construiu uma folgada vitória com gols em um intervalo de 10 minutos.

Na próxima rodada, o Fla encara no sábado (10) o rival Vasco, às 17h, em São Januário. Já o Leão recebe no domingo (11) o Botafogo, às 18h15, na Ilha do Retiro.

PEDRO RESOLVE

Em um período marcado pelo surto da covid, contusões e convocações para as Eliminatórias, o atacante Pedro tem sido nome cativo no time rubro-negro. O camisa 9 sofreu um pouco com o isolamento no primeiro tempo, mas se beneficiou da nova postura da equipe na etapa final. Com as chances criadas, o atacante mostrou sua categoria e deixou sua marca duas vezes. Já são seis gols nos últimos cinco jogos.

Leia também:   Agora vice-líder, Atlético-MG recebe o Inter

MUDANÇA DE POSTURA

Ante um adversário fechado e por muitas vezes com 10 atrás da bola, um Flamengo um tanto quanto passivo não conseguiu sair do bloqueio montado pelo Sport. Com Gerson muito estático pelo lado direito e Bruno Henrique mal do outro lado, o time criou pouquíssimo em 45 minutos.

Na volta do intervalo, um outro Fla voltou a campo, embora sem nenhuma mudança drástica de posicionamento. Os dois homens de lado mudaram a dinâmica do jogo e Pedro teve as chances para cumprir sua missão de marcar.

SPORT MONTA UMA MURALHA

O Sport veio ao Maracanã com uma equipe muito consciente do trabalho defensivo que deveria ser feito. Com muita aplicação, o Rubro-negro defendeu com muita precisão e dificultou a penetração dos donos da casa.

Com a bola recuperada, os pernambucanos não se intimidaram e construíram algumas possibilidades para marcar. A qualidade individual do Fla e um cochilo na bola parada, no entanto, desmontaram a proposta inicial e o time não teve mais como reagir.

DIEGO COMEÇA MAL, MAS CRESCE

Sem Arrascaeta e Everton, Dome optou pela entrada do Diego para suprir a carência de ideias sem os dois jogadores mais criativos do elenco. O camisa 10, como de hábito, não se omitiu, buscou a bola, mas esbarrou no muro rival e fez algumas escolhas erradas durante o primeiro tempo. Na etapa final, o meia, assim como todo o time, subiu com o jogo coletivo e foi importante para ditar o ritmo do time.

Leia também:   A tabela do Campeonato Brasileiro de 2020

No gol de Gustavo Henrique, escanteio cobrado com perfeição para conclusão em gol do zagueiro.

DEFESA DE CINEMA

Em boa escapada de Isla pelo lado direito, o chileno cruzou, Pedro cabeceou, mas Luan Polli voou para fazer uma defesa dificílima no Maracanã. O atacante levou às mãos à cabeça e não acreditou na intervenção do goleiro.

CRONOLOGIA

Aos 5 minutos, Pedro abriu a contagem. Quatro minutos depois, Diego bateu escanteio, Gustavo Henrique subiu e cabeceou para o fundo do gol. Aos 14, Bruno Henrique cruzou, Pedro matou no peito e tirou do goleiro.

LEI DO EX NÃO FUNCIONA

Atualmente no Sport, Luan Polli, Thiago Neves, Mugni e Hernane passaram pelo Flamengo, mas a “Lei do ex” não funcionou. Deste trio, o Brocador é quem teve a passagem mais marcante pela Gávea. Ele foi decisivo para o título da Copa do Brasil de 2013.

CAMPO MELHOR

Após mais uma reforma e acusações de Gabigol sobre o estado do campo, o gramado do Maracanã estava em melhor estado hoje. O piso já está melhor fixado e a bola rolou bem no jogo.

Leia também:   Cruzeiro e América-MG fazem clássico estadual na Série B

EX-FLA É ANUNCIADO

Pouco antes de a bola rolar, o Sport anunciou a contratação do volante Márcio Araújo, que defendeu o Flamengo entre 2014 e 2017. O jogador estava no CSA e chega ao Leão com contrato até junho de 2021.

FLAMENGO
Hugo; Isla, Gustavo Henrique, Natan e Filipe Luís (Renê); Thiago Maia, Willian Arão, Gerson (Pepê) e Diego (Matheuzinho); Pedro (Lincoln), Bruno Henrique (Vitinho). Técnico: Domènec Torrent

SPORT
Luan Polli; Patric, Iago Maidana, Adryelson e Sander (Luciano Juba); Ricardinho, Marcão, Lucas Mugni (Barcia) e Thiago Neves (Gomez); Marquinhos (Rogério) e Hernane (Maxwell). Técnico: Jair Ventura

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)
Auxiliares: Jean Márcio dos Santos (RN) e Vinícius Melo de Lima (RN)
VAR: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN)
Cartões amarelos: Patric, Marcão, Adryelson (SPO)
Gols: Pedro, aos 5 minutos do segundo tempo; Gustavo Henrique, aos 9 minutos do segundo tempo; Pedro, aos 14 minutos do segundo tempo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here