LUÍS ANDRÉ ROSA
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Como aconteceu em 2018 e 2019, o Palmeiras consegue, em seis partidas, terminar como primeiro colocado entre os 16 times que vão disputar as oitavas de final da Taça Libertadores.

O jogador Raphael Veiga, da SE Palmeiras, comemora seu gol contra a equipe do CA Tigre, durante partida válida pela fase de grupos, da Copa Libertadores, na arena Allianz Parque. (Foto: Cesar Greco)

A confirmação da melhor campanha veio com a goleada, por 5 a 0, sobre o Tigre-ARG, nesta quarta-feira (21), no estádio Allianz Parque.

Líder do Grupo B, o Palmeiras encerrou com os mesmos 16 pontos do Santos, melhor do Grupo G, mas ficou com a melhor campanha no critério de desempate saldo de gols (15 a 5).

O segundo classificado da chave foi o Guaraní-PAR, que somou 13 pontos com a vitória sobre o Bolívar-BOL, por 3 a 2, em La Paz.

Contra um time da segunda divisão do futebol argentino, que veio ao Brasil sem sete jogadores e que teve que escalar o quarto goleiro, o início dos palmeirenses foi de muita tensão. Fruto do peso das quatro derrotas consecutivas no Campeonato Brasileiro.

A equipe só deslanchou após a metade do primeiro tempo, graças ao atacante Wesley, que construiu a jogada do gol do meia Raphael Veiga, aos 34min.

Leia também:   CBF antecipa Santos x Palmeiras por possível jogo da Libertadores

No segundo tempo, o Tigre foi aniquilado. Tudo começou logo após o pênalti perdido por Luiz Adriano. O goleiro Zenobio fez a defesa e mandou para escanteio.

Na cobrança, aos 9min, o zagueiro Gustavo Gómez ganhou na disputa aérea e ampliou no cabeceio.

Depois disso, a partida ficou em ritmo de ataque contra a defesa e a construção dos gols foi feita com muita naturalidade.

Melhor em campo, o garoto Wesley deu a segunda assistência na partida e deixou Zé Rafael à vontade para anotar o terceiro, aos 21min.

O técnico interino Andrey Lopes resolveu preservar alguns jogadores de olho na partida contra o Atlético-GO, neste domingo (25), em Goiânia, pelo Brasileirão.

Dos reservas que entraram o destaque foi o atacante Rony, que substituiu Wesley. O camisa 11 deu o passe para o gol do garoto Gabriel Veron, que balançou as redes aos 30min.

No último tento, Rony foi acionado pelo lateral esquerdo Matías Vinha e, aos 36min, fechou a goleada.

PALMEIRAS
Weverton; Gabriel Menino (Mayke), Felipe Melo, Gustavo Gómez (Emerson Santos) e Viña; Danilo e Zé Rafael (Ramires); Gabriel Veron, Raphael Veiga e Wesley (Rony); Luiz Adriano (Willian). Técnico: Andrey Lopes (interino)

Leia também:   Inter recebe o Boca Juniors e põe à prova má fase de goleador

TIGRE
Zenobio; Galmarini, Giacopuzzi , Rodríguez (Martínez) e Leizza (Becker); Monteserín, Cardozo, Gallardo (Bolaño), Morales e Melivillo; Magnin (Kestler). Técnico: Nestor Gorosito

Estádio: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Árbitro: Esteban Ostojich (URU)
Assistentes: Nicolas Taran e Richard Trinidad (ambos do URU)
Cartões amarelos: Viña, Zé Rafael (P); Melivillo, Leizza, Kestler, Cardozo (T)
Gols: Raphael Veiga, aos 34min do primeiro tempo; Gustavo Gómez, aos 9min, Zé Rafael, aos 21min, Gabriel Veron, aos 30min, e Rony, aos 36min do segundo tempo

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here