Um homem de 32 anos é suspeito de efetuar disparo de arma de fogo que acertou o próprio filho de dois anos, na tarde de domingo (19), na Comunidade Brunelli, zona rural de Pinheiros. A Polícia Militar relata que a mãe da vítima disse que ela era o alvo. O suspeito negou a versão e descreveu à PM que o tiro foi acidental de uma armadilha de caça.

O Batalhão descreve que os militares foram acionados e se deslocaram à unidade hospitalar de Braço do Rio, Conceição da Barra, onde segundo enfermeiros, uma criança teria dado entrada com ferimentos provocados por arma de fogo. Eles detalham que encontraram a mãe da vítima muito abalada e em estado choque, mas que informou que o filho foi ferido por tiro efetuado pelo esposo.

Informados que o pai seguia com a criança numa ambulância, sendo encaminhada para o Hospital Roberto Silvares, os policiais disseram que comunicaram para uma equipe de São Mateus, que conseguiu localizar o pai da vítima, que foi conduzido para a 18ª Delegacia Regional de São Mateus. A PM acrescenta que o suspeito negou a versão da esposa e disse que estava com a criança no mato peloteando passarinho e que a criança foi atingida por um disparo acidental provocado por uma armadilha de caça conhecida como canhão.

Leia também:   Força policial resgata vítima e recupera carreta com carga avaliada em R$ 300 mil

O Batalhão salienta que policiais civis foram conversar com a mãe e ela afirmou que teve uma briga com o marido e deu as costas, momento que ouviu um disparo. A mulher percebeu posteriormente que o filho havia sido atingido no tórax. Os policiais confrontaram a informação com o suspeito, que negou novamente a versão da mãe.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here