Cães também podem sofrer de doenças mentais, causadas por fundo emocional, quando expostos a maus tratos ou a condições de confinamento e abandono, por exemplo. De acordo com a médica veterinária Natássia dos Santos Carrêa, que atende no Zoo Hospital Veterinário em São Mateus, através de estudos, já se sabe que os animais têm sentimentos, sentem dor, necessidades, falta da companhia do dono e até problemas emocionais como a depressão. E para tratar alguns desses problemas, hoje estão à disposição dos pets serviços da medicina holística, como acupuntura, cromoterapia, além da medicina clínica.

“Antes era considerado maus tratos somente o abandono, agressão física, atos sexuais. Agora, abrange mais coisas. Negligência com os cuidados de higienização, falta de alimentação adequada, abandono em casa por três ou quatro dias, uma semana, sem comida e água disponível, tudo isso é considerado maus tratos. Hoje não é mais permitido se aprisiona animais em correntes, por exemplo. E isso se combate com denúncias” – destacou Natássia.

Leia também:   Audiência determina próximos passos para o desmembramento do licenciamento ambiental na BR-101

A veterinária afirma que o projeto de lei aprovado no Plenário do Senado que modifica o tratamento jurídico dado aos animais, que sempre foram considerados, pelo Direito, como coisa, é uma arma importante na luta pelo fim dos maus tratos. Ela afirmou que todo o comportamento humano que agride o animal, tanto física quanto psicologicamente, é considerado maus tratos.

“O objeto é aquilo que não tem sentimento, que é incapaz de sentir qualquer coisa. Seja um ato, um contato, de ouvir, de falar. E o animal tem um nível de consciência. Eles conseguem nos entender, na forma deles. Então, nada mais são do que seres vivos, com um tipo de consciência, que têm capacidade de ajudar, de sentir. Nós aprovamos essa questão do Senado, desse projeto de que o animal não seja mais tratado como um simples objeto” – complementou.

São Mateus-ES

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here