Após articulação da senadora Rose de Freitas, o Ministério da Educação (MEC) liberou nesta segunda-feira (10) R$ 13 milhões para custeio de estrutura e pagamento de bolsas de pesquisa em favor da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) e do Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes).

Conforme relatou a assessoria da senadora, Rose marcou encontro entre os reitores dos centros de ensino, Reinaldo Centoducatte (Ufes) e Jadir Pela (Ifes), e o ministro da pasta, Abraham Weintraub, na semana passada, quando foi feito o acordo.

A ação, que destina R$ 7 milhões para a Ufes e R$ 6 milhões para o Ifes, reverte parte do contingenciamento na área educacional anunciado pelo Governo e supre as necessidades dos meses de maio e junho de cada instituição.

Reitor da Ufes, Reinaldo Centoducatte explica que, se parte do contingenciamento não tivesse sido revertido, a universidade deixaria de ter em torno de R$ 30 milhões “para arcar com as despesas e contratos existentes, com recursos extras de funcionamento na rubrica de custeio”.

“Muito obrigado, senadora, por sua parceria em favor da Ufes e do Instituto Federal”, agradeceu Centoducatte.

Leia também:   Dois atos em São Mateus em adesão à greve geral

No mesmo tom, o reitor do Ifes, Jadir Pela, calculava perder o investimento de R$ 25 milhões com o contingenciamento. Ele afirma que o recurso agora liberado pelo MEC “trata de questões necessárias para o funcionamento da instituição, sem nenhuma gordura, sem nenhuma atividade que não seja estritamente necessária”.

O dinheiro já pode ser usado imediatamente pela Universidade Federal e pelo Instituto. “Importante registrar a participação da senadora em nos apoiar nessa liberação”, concluiu Jadir Pela.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here