SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Lucia Gagliasso, mãe do ator Bruno Gagliasso, 40, foi às redes sociais para lamentar o episódio de racismo que os netos, Chissomo (Titi) e Bless, passaram no restaurante Clássico Beach Club, na Costa da Caparica, em Portugal, no último sábado (30).

“É triste vermos, ainda, atitudes preconceituosas, que desrespeitam e ferem pessoas. É inaceitável permitir que um ataque como esse fique sem punição. É urgente que o racismo seja punido e, mais duramente, se direcionado a alguma criança”, começou na legenda da publicação.

“Meus netos, meu filho, minha nora e toda a outra família que lá estava vivenciaram um triste momento e precisam de acolhimento, respeito e paz. Apesar da dor que estamos sentindo, espero que esse fato sirva para mudar pensamentos e educar corações”, completou a chef de cozinha.

Em entrevista ao Fantástico (Globo), transmitida neste domingo (31), Gagliasso contou que estava no restaurante com a família e amigos, enquanto as crianças brincavam na praia. Giovanna Ewbank, 35, disse que eles costumam ir muito ao local porque encontram muitas pessoas pretas.

Leia também:   Polícia investiga caso de racismo na Uerj de São Gonçalo
Reprodução/Redes Sociais

“Para os nossos filhos a gente acha muito importante estarem em ambientes com pessoas pretas”, afirmou. O ator conta que uma das crianças falou o que tinha acontecido e ele viu o gerente pedindo para uma mulher ir embora. Giovanna afirma que só percebeu que era algo racial quando viu uma família de angolanos, de mais ou menos 15 pessoas, recuada.

Neste momento, o casal ouviu a mulher se negando a ir embora do local falando alto ofensas raciais, como “pretos imundos”, “voltem para África”, “voltem para o Brasil” e “Portugal não é lugar para vocês”. Gagliasso imediatamente chamou a polícia, Giovanna partiu para cima da mulher e começou a discussão, que teve o vídeo vazado nas redes sociais.

 

Foto do destaque: Reprodução

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here