Policiais civis da Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher (Deam) e da Delegacia de Proteção à Criança ao Adolescente e ao Idoso (DPCAI) de Cachoeiro de Itapemirim cumpriram mandado de prisão condenatório, na manhã desta terça-feira (21), um homem de 47 anos.

Ele professor de Educação Física e foi acusado de abusar sexualmente das vítimas, que tinham entre 14 a 16 anos de idade, no centro de treinamento de uma escola de futebol em Cachoeiro de Itapemirim. A prisão aconteceu na residência do suspeito.

“Os crimes de abuso sexuais aconteceram no ano de 2018. Na época, o acusado mantinha os abusos sexuais dos alunos no centro de treinamento de uma escola de futebol, em Cachoeiro de Itapemirim, nas excursões de partidas de futebol e na sua própria residência” – descreve a Secretaria Estadual da Segurança Pública e Defesa Social.

“Ele fazia uma lavagem cerebral nas vítimas, dizendo que era o Anjo Gabriel e que precisava de energia para recuperar suas asas. Essa energia, segundo ele, vinha da prática sexual com os adolescentes”, explica a titular da DPCAI de Cachoeiro de Itapemirim, delegada Edilma Oliveira, na nota encaminhada pela Sesp.

Leia também:   Bandidos arrombam paiol e furtam café em Nova Venécia

Denúncia

Uma adolescente de 15 anos, que também foi uma das vítimas, viu o professor de Educação Física abusando sexualmente de outros adolescentes e denunciou o fato aos pais. “Ao perceber que os atos do professor eram errados, a menina relatou aos pais o que o professor fazia com ela e seus colegas” – disse a a delegada.

As equipes policiais, ao saberem do delito, instauraram um Inquérito Policial (IP), para investigar o homem de 47 anos. Depois de feito o levantamento sobre o endereço do acusado, foram realizadas diligências no local. O professor foi abordado quando saía de casa para trabalhar.

O professor de Educação Física já é condenado pelo crime de violação sexual mediante fraude, sendo encaminhado ao Presídio Regional de Cachoeiro de Itapemirim (PRCI), onde permanece à disposição da Justiça.

Foto de destaque: Sesp/Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here