Já tem estudante gritando “é campeão” na fase regional dos Jogos Escolares do Espírito Santo (Jees). A disputa de handebol foi a primeira a terminar na competição que prossegue até sábado em São Mateus.

Na manhã de ontem, no Centro de Vivência Amélia Boroto, a Seleção de Pinheiros foi campeã da categoria juvenil feminino de handebol, com uma vitória de 28 a 4 sobre a Seleção de Boa Esperança.

Já no juvenil masculino do handebol, o vencedor foi Boa Esperança, que derrotou Pinheiros por 21 a 10 na última partida.

Também já foram definidos os campeões na categoria infantil de handebol. No feminino, o primeiro colocado foi a Escola Dr. Emir Macedo Gomes, de Pinheiros, com a Escola Alternativa Lago dos Cisnes, de São Mateus, em segundo. No masculino, o Centro Estadual de Educação Rural, de Boa Esperança, ficou com o primeiro lugar, e a Escola Benônio Falcão de Gouvêa, de Conceição da Barra, foi a vice-campeã.

Coordenadora da fase regional do Jees em São Mateus, Balbina Zipinoti destaca que a competição prossegue nesta sexta-feira com basquete e vôlei na quadra poliesportiva do Centro Universitário Vale do Cricaré (Univc), e com futsal no Centro de Vivência Amélia Boroto. As partidas começam às 9h.

Leia também:   Potências do Bairro Vila Nova são apresentadas em exposição fotográfica no Centro das Juventudes

Os vencedores de cada categoria garantem vaga na final estadual dos Jogos Escolares do Espírito Santo no mês de junho em Guarapari.

 

 

Título de campeã foi presente de aniversário para Fernanda Kleten

 

São Mateus – Uma das atletas destaques da Seleção de Pinheiros na vitória de 28 a 4 sobre Boa Esperança, que garantiu o título da fase regional dos Jogos Escolares do Espírito Santo, Fernanda Ketlen destacou que foi um verdadeiro presente de aniversário para ela. A estudante comemorou 17 anos um dia antes da final, na quarta-feira.

Leia também:   São Mateus realiza Dia D no sábado para intensificar aplicação da quarta dose contra a covid

E para ele foi um título especial também por ser o último ano da atleta na competição estudantil, sendo que em 2020 e 2021 não ocorreram as competições em razão dos momentos mais críticos da pandemia do novo coronavírus.

“Essa conquista representa muito. Apesar de já ter vários jogos na época da categoria infantil, por ser o último ano, é muito gratificante”, frisa. Ela estuda na Escola Estadual Nossa Senhora de Lourdes e integra a Seleção de Pinheiros.

“Estava ansiosa e na expectativa de passar [para a final]. Nos jogos, a gente não sabe se vai ganhar ou perder. Mas aí a gente viu que nosso time estava bom. Treinamos muito, quase todo final de semana, trabalhando, fazendo tático para chegar aqui e dar o melhor” – sustenta.

Para a final em Guarapari, a expectativa é de também subir ao pódio. “Vamos treinar mais, trabalhar mais, porque em Guarapari, na fase final, o nível é mais forte. Mas a gente também estará mais forte” – frisa. Ela lembra que já foi vice-campeã estadual de handebol na categoria infantil.

Leia também:   Aos vereadores, Marcopolo revela plano de triplicar fábrica de São Mateus em 10 anos

 

“VAMOS ARRASAR NAS PRÓXIMAS”

Vice-campeã no handebol juvenil feminino pela Seleção de Boa Esperança, Giovana Silva Cruz destacou que ficou feliz pelo desempenho já no primeiro ano de juvenil. “Vamos treinar e vamos arrasar nas próximas, competir muito e ganhar”, destaca a atleta de 14 anos, estudante da Escola Ceier.

 

Foto do destaque: Wellington Prado/TC Digital

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here