O Curso de Direito da Faculdade Vale do Cricaré (FVC) foi avaliado com nota máxima pelo Ministério da Educação (MEC). A avaliação é realizada a cada três anos e, em 2019, a verificação ocorreu de 23 a 26 de junho, tendo como resultado o maior conceito possível, 5. Coordenador do Curso de Direito, Samuel Davi Gonçalves Mendonça destaca que a equipe do MEC examinou toda a instituição, incluindo a estrutura disponibilizada para a aprendizagem dos alunos.

Coordenador do Curso de Direito da FVC, Samuel Mendonça afirma que há 13 projetos de pesquisa e extensão em andamento. Foto: Ademilson Viana/TC Digital

Samuel reforça que a equipe do Ministério da Educação ficou encantada com o comprometimento do corpo docente e a conversa que teve com os estudantes. Ele ressaltou que o curso desenvolve 13 projetos de pesquisa e extensão, incluindo as atividades relacionadas ao Núcleo de Práticas Jurídicas. O coordenador ressalta o apoio da diretoria na busca permanente pelo aperfeiçoamento e cita que a biblioteca foi triplicada e tem um dos maiores acervos jurídicos do Estado do Espírito Santo.

Professor do Curso de Direito e diretor de Relações Internacionais da FVC, Gabriel Vicente Riva acrescenta que o projeto de excelência existente na instituição oportuniza, aos alunos, a prática, a conhecerem a região onde estão inseridos, a participarem de grupos de pesquisa e extensão, a aprenderem a falar em público e a passarem por provas mais realistas, elaboradas para que se preparem para a carreira profissional.

Leia também:   Detalhes • Edição 6.292
Diretor de Relações Internacionais da FVC, Gabriel Vicente Riva destaca o projeto de excelência empregado na instituição. Foto: Ademilson Viana/TC Digital

Gabriel frisa que o Curso de Direito orienta a educação crítica, em que os alunos produzem debates e participam, por exemplo, do Congresso Jurídico do Norte, com acesso aos maiores juristas do País. Gabriel adianta que, em breve, será lançado o projeto de internacionalização, em que o aluno poderá ter contato com professores internacionais. Os estudantes visitam também instituições como o Supremo Tribunal Federal (STF), o Superior Tribunal de Justiça (STJ), o Congresso Nacional e o Tribunal de Justiça do Espírito Santo (TJES).

Presidente da FVC, Solimar Riva: amparo integral da instituição para os estudantes determinados em aprender e a crescer. Foto: Ademilson Viana/TC Digital

IDENTIDADE REGIONAL
Presidente da Faculdade Vale do Cricaré, Solimar Roberto Riva reforça que a nota máxima obtida na avaliação do Ministério da Educação representa o pleno sucesso do projeto institucional de busca da qualificação e do crescimento socioeconômico da região. Ele reforça que o importante é que a FVC construiu uma identidade com a comunidade local, na qual os bons alunos, os estudantes determinados em aprender e a crescer, sabem que encontram na instituição o amparo integral.
Leia também: Núcleo de práticas jurídicas é referência

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here