Durante esta Semana da Solidariedade, que segue até domingo, a Diocese de São Mateus reforça a sensibilização para a campanha de arrecadação de recursos financeiros em favor da Cáritas Diocesana e das dioceses de Floriano, no Piauí, e de Crateús, no Ceará. A coleta está marcada para o dia 18 de novembro em todas as comunidades católicas do norte capixaba.

Nesta quinta-feira, na abertura da sexta edição da Feira da Solidariedade, o pároco de São Mateus, padre Edivaldo Klipel, chamou a atenção para a necessidade de despertar a sociedade para a solidariedade em tempo integral.

O padre Edivaldo lembra que o bispo Dom Paulo Dal’Bó está convocando todas as comunidades para a Campanha Diocesana do Dia Mundial dos Pobres, atendendo ao apelo mundial do Papa Francisco. Toda a coleta do terceiro domingo de novembro será revertida para os projetos sociais e ambientais da Cáritas Diocesana e para as duas dioceses do Nordeste, formados no norte capixaba.

“Nossa solidariedade deve nos levar a gestos concretos”, frisa o pároco. Edivaldo lembrou que, na mensagem ao Dia Mundial dos Pobres, o Papa Francisco alerta e convoca: “Não amemos com palavras, mas com obras”.

Leia também:   Dom Paulo cria Paróquia São Lucas em Nestor Gomes

Feira da Solidariedade vai até sábado

Com 21 expositores de cinco municípios do norte capixaba, a Cáritas Diocesana abriu nesta quinta-feira (8) a Feira da Solidariedade, uma das atividades da Semana da Solidariedade. Os feirantes de São Mateus, Jaguaré, Nova Venécia, Pedro Canário e Pinheiros estão comercializando alimentos, roupas e artesanatos.

“A cada edição, a feira vem crescendo e tendo mais aceitação. Nosso objetivo é promover a economia solidária com a geração de renda” – disse Cristiane Bronzoni, coordenadora da Cáritas Diocesana. Ela lembra que a entidade está completando quinze anos de atuação na Diocese de São Mateus.

A Feira da Solidariedade funciona nesta sexta (9) de 8 às 19 horas, e amanhã, de 8 às 12 horas, no estacionamento do Shopping São Mateus, no centro da Cidade. Na programação, apresentações artísticas e culturais, cadastro para doação de médula óssea pelo Hemocentro de São Mateus e bazar de roupas usadas doadas por famílias da Alemanha.
Atualmente, a Cáritas Diocesana mantém 17 projetos sociais, ambientais e de economia solidária na região. Cristiane lembra que alguns municípios já aprovaram leis de incentivo à economia solidária.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here