SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Fernando Diniz questionou a arbitragem por dois lances na derrota por 3 a 2 do São Paulo nesta quarta-feira (28), para o Lanús, pela partida de ida das oitavas de final da Copa Sul-Americana 2020.

O treinador disse crer que o gol anulado de Brenner foi questionável e ainda apontou que Facundo Pérez deveria ser expulso em lance com Igor Gomes no segundo tempo.

“O motivo da derrota foi erros que cometemos, principalmente na bola parada. A gente teve um gol anulado de forma no mínimo questionável. A gente teve uma expulsão que era para ser dada. A gente tem evoluído, mas precisa melhorar o nosso sistema em termos de tomar gols”, disse o treinador do São Paulo, que ainda viu evolução da equipe:

“Eu acredito que não se deve muito a isso. Embora o campo fosse muito irregular, conseguiu jogar bem. O preponderante foi que tomamos três gols, dois de bola parada e outro de falta. Alguns passes que a gente errou, um pouco pela pressão do Lanús e um bom pedaço pelo campo, que é muito irregular.”

Leia também:   Daniel Alves comemora bom momento e se diz realizado no São Paulo

A reclamação sobre a arbitragem de Christian Ferreyra (URU) e seus assistentes, Horacio Ferreiro (URU) e Santiago Fernández (URU), foi endossada por Brenner ao menos no lance do gol. O atacante do São Paulo também questionou a situação.

“Me falaram que eu estava em posição legal, sem o VAR, a gente acaba prejudicado. O erro da arbitragem nos prejudicou. O que temos de positivo nesse jogo é que fizemos dois gols fora de casa”, declarou o centroavante.

A reclamação de Brenner e Diniz sobre o lance do gol ocorreu aos 79 minutos. Na ocasião, Brenner recebeu cruzamento de Reinaldo e estufou a rede adversária. O jogador teve posição irregular assinalada pela arbitragem na jogada. Horacio Ferreiro foi o responsável por assinalar impedimento.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here