Neste episódio a nutricionista, Tânia Rodrigues, fala sobre dieta para insuficiência cardíaca

 

Os rins têm como principais funções controlar a quantidade de água e sais do corpo e também auxiliar como filtro de outras substâncias que ficam no sangue, assim se você tem excesso de líquido ou está com muito sal no sangue, o rim irá eliminar esses excessos sendo retirados através da urina.

Uma das funções que fica prejudicada é o metabolismo de nutrientes, portanto, uma alimentação adequada é capaz de retardar a progressão da doença.

Pontos da alimentação que são importantes para se ter cuidado:

  • Proteínas: um dos principais nutrientes que se deve ter cuidado é com a proteína, uma dieta com menor quantidade de proteínas é eficiente para proteger a função que o rim ainda possui e melhorar a pressão arterial. Pode reduzir também os problemas urêmicos como vômito, diarréia, insônia e irritabilidade, náuseas e desnutrição, que aparecem quando a função renal já está muito baixa. Tanto as proteínas de origem animal (carne, frango e peixe) quanto as de origem vegetal (feijão, lentilha e soja), são importantes e podem fazer fazer parte da alimentação do paciente, o recomendado é reduzir as quantidades de todas as proteínas;
  • Carboidratos e gorduras: os carboidratos são super importantes para dar energia ao nosso corpo, mas sempre evite os que são ultraprocessados. O mesmo vale para as gorduras, mas nesse caso, evite as gorduras chamadas saturadas, como carnes mais gordas;
  • Sódio: a doença causa uma retenção de sódio e líquido no organismo e por isso deve ser consumido com moderação. Para pacientes com insuficiência renal, é recomendado a ingestão de 2 a 3 gramas por dia, o que equivale a menos de uma colher de chá de sal, mas isso pode variar em cada caso;
  • Potássio: dependendo do grau em que a doença se encontra, é possível ter um acúmulo de potássio no sangue, se esse for o caso, diminua a quantidade de frutas. Outra dica é cozinhar os vegetais antes de consumir.

O tratamento da insuficiência renal não é fácil e deve ser orientado por um médico junto com uma equipe multidisciplinar, no caso da alimentação, o nutricionista tem um papel muito importante para ajustar a ingestão de todos os nutrientes necessários.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here