O Bosque da Praia ganhou um novo espaço de cultura e arte. Idealizado pela artista plástica e desembargadora do Tribunal Regional do Trabalho da 17ª Região (TRT-ES), Carmen Vilma Garisto, a Casa das Artes Antoni Gaudí conta com uma biblioteca e exposição permanente de telas, mosaicos e esculturas. O Bosque também já conta com o espaço chamado Casa de Troca.

Em mensagem à Rede TC de Comunicações, a artista Shila Joaquim afirma que a Casa das Artes foi idealizada há cerca de dois anos e pode ser visitada através de agendamento prévio.

“Carmen Garisto é natural de Uchoa, São Paulo. Reside em São Mateus há 30 anos. É formada pela Faculdade de Direito Riopretense e tomou posse como juíza substituta do TRT-ES em 1992 atuando nas Varas do Trabalho de Vitória e Linhares. Em 1994, foi promovida a juíza titular da Vara do Trabalho de São Mateus, onde permaneceu até a nomeação para desembargadora” – descreve Shila.

“Fosse falar da vida desta artista na área da Justiça já seria motivo de orgulho para a Cidade que ela escolheu para morar, mas sua produção artística dá a dimensão da perícia sensível que ela possui de criar imagens e da pessoa artista ligada às belezas das culturas populares. Em seus trabalhos propagandeia o teatro, a cerâmica e a arte de São Mateus” – frisa.

Leia também:   Gerson Abarca lança livro de poesias em São Mateus na terça

Segundo Shila, estar diante das obras de Carmen Garisto é uma experiência de intensa comunhão com a cor na sua expressão criativa. “As pinceladas rápidas dadas com pincel carregado de tinta criam delicada textura em cada trabalho. É uma poesia visual que causa inevitavelmente um encantamento e não importa quantas vezes seja apreciado o mesmo trabalho, há sempre uma doce vertigem causada pela grandeza da presença dessa entidade colorista que ela é”.

A Casa das Artes Antoni Gaudí está localizada na Rua Maceió, 846, Bosque da Praia, na Ilha de Guriri. A entrada é franca, mediante agendamento prévio.

 

“Carmem não faz distinção

de pintar aqui ou ali”

 

Shila Joaquim tece muitos comentários elogiosos ao talento da artista plástica Carmen Garisto. “São inúmeras pinturas em variados suportes. Carmem não faz distinção de pintar aqui ou ali. Toda superfície para ela é lugar de narrativa colorida que evidencia uma rica experiência humana. Não é possível sair incólume, o frenesi causado pelas relações estabelecidas entre as diversas cores, matizes e nuances geradas pela intensa vida interna dessa mulher artista nos chacoalha no melhor sentido que os sentidos podem ter”.

Leia também:   PRF flagra em São Mateus caminhão transportando 1.860 caixas de conhaque sem nota fiscal

Segundo Shila, Carmen Garisto também realiza obras de arte com o barro. “Modela a matéria conversando com ela, mais ouvindo do que falando. Carmen respeita a argila e sua vontade e assim consegue alinhar-se aos desejos do barro através de sua audição ativa. A arte de Carmen no barro não é uma arte de domínio, é uma arte de magia manual. Carmen ouve a terra, a terra entende a mão de Carmen, então aceita, se deixando modelar”.

Shila aponta ainda que as figuras feitas pela artista são fortes, densas e curvilíneas. “São muitas, todas contam momentos únicos vividos ou captados por ela. Tudo isso faz de Carmen Garisto uma das artistas visuais mais ilustres e produtivas. Senhora de uma produção artística consistente que fortalece o movimento das artes visuais desse município” – complementa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here