MÔNICA BERGAMO
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O apresentador Luiz Datena, da TV Bandeirantes, pode se lançar candidato ao governo de São Paulo pelo PSD caso Geraldo Alckmin decida mesmo ser candidato a vice de Lula na campanha presidencial em 2022.

Datena já anunciou que vai se filiar ao partido presidido por Gilberto Kassab.
A ideia inicial, no entanto, era a de lançá-lo candidato ao Senado em uma chapa que teria Alckmin candidato ao governo, pelo PSD, e o ex-governador Márcio França a vice, pelo PSB.
A revelação, feita pela coluna, de que Alckmin e Lula abriram um diálogo em torno de uma chapa à Presidência da República mudou o cenário.

A ausência de Alckmin na cédula para o governo do estado abriria um caminho para que Datena se lançasse à sucessão do governador João Doria em SP.
O apresentador ainda não assinou a ficha de filiação e aguarda a definição das prévias do PSDB, que escolherá o candidato tucano à sucessão presidencial.

Isso porque Alckmin já afirmou a lideranças de diversos partidos que só definirá seu rumo político depois da eleição interna da legenda à qual está filiado desde 1988.

Leia também:   Moro atrai dissidentes do bolsonarismo e abre espaço na direita para 2022

 

Foto do destaque: Reprodução / Instagram / @datenareal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here