Com mais uma grande apresentação, digna da tradição e da qualidade da equipe cinco estrelas, o Cruzeiro dominou completamente o Huracán, goleou o adversário por 4 x 0, na noite desta quarta-feira, no Mineirão, manteve 100% de aproveitamento, chegou à 10ª vitória consecutiva e se classificou para as oitavas de final da Copa Conmebol Libertadores.

Fred, no 100º jogo dele pela Raposa, foi decisivo como sempre e marcou três gols. Dodô fez o quarto do Cruzeiro, que tem a melhor campanha entre todas as 32 equipes que disputam a competição e pode assegurar a classificação como primeiro colocado do grupo B caso o Deportivo Lara-VEN não vença o Emelec-EQU, quinta-feira, em Guaiaquil, no Equador.

O time de Mano Menezes agora esquece momentaneamente a Copa Conmebol Libertadores e volta as suas atenções para a final do Campeonato Mineiro. O título estadual começa a ser decidido no próximo domingo, no Mineirão, contra o Atlético-MG, que foi goleado pelo Cerro Porteño, por 4 x 1, no Paraguai, também nesta quarta-feira. A data do jogo de volta ainda será definida pela Federação Mineira de Futebol.

Leia também:   Cruzeiro vence na semi do Campeonato Mineiro

O jogo

O Cruzeiro começou a partida pressionando bastante o adversário e, logo na primeira jogada ofensiva, a 1 minuto, quase abriu o marcador, em chute cruzado de Marquinhos Gabriel. O goleiro do Huarcán Antony Silva fez grande defesa.

Aos 18, Marquinhos Gabriel driblou Chimino pela esquerda e cruzou na medida para Fred marcar, de cabeça. Cruzeiro 1 x 0.

O Huracán respondeu rapidamente e teve duas chances consecutivas para empatar, mas Fábio, o melhor goleiro do Brasil, fez defesas sensacionais e evitou a igualdade no placar. A primeira delas em chute cara a cara de Gamba e a outra em finalização de Lucas Barrios.

Passado o susto, o Cruzeiro recolocou a bola no chão e ampliou, aos 22, novamente com Fred, em outra assistência de Marquinhos Gabriel. O artilheiro cinco estrelas recebeu outro passe açucarado de Marquinhos Gabriel e finalizou de pé direito, sem chance para o goleiro adversário.

Sobrando em campo, a Raposa fez o terceiro aos 31, de novo através de Fred, escorando de cabeça um cruzamento do lateral-esquerdo Dodô.

O primeiro tempo poderia ter sido ainda melhor para a Raposa, já que, aos 36 minutos, Marquinhos Gabriel recebeu lançamento de Orejuela, chutou forte e quase marcou, mas a bola saiu acima do gol.

Leia também:   Sama Fla vai ao Maracanã empurrar o Flamengo contra os uruguaios

Segundo tempo

Com o placar bem favorável, o time celeste diminuiu o ritmo na etapa final, já que tem muitos jogos importantes pela frente, a começar pela decisão do Campeonato Mineiro.

O Huracán tentou esboçar uma reação, mas não conseguia se impor e, como não teve capacidade para penetrar na área da Raposa, se limitou a tentar alguns chutes de fora da área, com Auzqui e Chávez. No primeiro deles, Fábio fez importante defesa e no outro, a bola saiu acima do gol celeste.

Com um grande toque de bola, o Cruzeiro voltou a envolver a equipe argentina e construiu duas outras situações de gols, em um cabeceio de Rafinha, defendido por Antony Silva, e um chute de Raniel, da intermediária, à esquerda do gol.

Mas, aos 37 minutos, a superioridade e a qualidade cinco estrelas surtiram efeito novamente e resultaram em um golaço marcado por Dodô. O lateral recebeu passe na esquerda, driblou Chimino, e chutou de pé direito, no ângulo. Cruzeiro 4 x 0.

CRUZEIRO 4 X 0 HURACÁN-ARG
Motivo: 4ª rodada do Grupo B da Copa Libertadores
Data: 10/04/2019 (quarta-feira)
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte-MG
Árbitro: Julio Bascuñán-CHI (Fifa)
Público: 26.077 pagantes / 31.694 presentes
Renda: R$ 873.106,00
Gols: Fred, aos 18 min., aos 22 min. e aos 31 min. do 1º tempo; Dodô, aos 37 min. do 2º tempo
Cruzeiro: Fábio; Orejuela, Léo, Dedé e Dodô; Henrique, Lucas Romero (Ariel Cabral), Robinho (Rafinha), Marquinhos Gabriel e Rodriguinho; Fred (Raniel)
Técnico: Mano Menezes
Huracán: Antony Silva; Chimino, Salcedo, Alderete e Carlos Araujo; Damonte, Rossi, Walter Pérez (Roa) e Auzqui (Toranzo); Lucas Barrios e Gamba (Chávez)
Técnico: Antonio Mohamed
Cartões amarelos: Dedé e Lucas Romero (Cruzeiro); Walter Pérez, Alderete e Auzqui (Huracán)

Leia também:   Flamengo goleia o San José por 6 a 1 e assume a liderança do Grupo D da Libertadores
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here