O domingo foi de grande festa e de show de bola na Arena Independência. Em uma jornada que começou com entrega das faixas aos hexacampeões da Copa do Brasil, o Cruzeiro venceu com autoridade a Chapecoense por 3 a 0, em jogo válido pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro. Thiago Neves, De Arrascaeta e Dedé marcaram os gols da vitória celeste, construída ainda no primeiro tempo.

Agora, a Raposa mira o próximo confronto pelo Brasileirão contra o Ceará, na próxima quarta-feira, às 19h30, no Mineirão. O jogo é válido pela 28ª rodada e foi remarcado devido à maratona de jogos que o Cruzeiro vinha enfrentando na Copa do Brasil e na Copa Conmebol Libertadores.

Fábio 800

O jogo contra a Chapecoense já começou histórico pela marca incrível atingida pelo goleiro Fábio. O camisa 1 entrou em campo pela 800ª vez com a camisa estrelada, ratificando o posto de atleta que mais atuou pelo Cruzeiro na história.

Com uma grande atuação, incluindo dois milagres que lhe são peculiares, o goleiro foi ovacionado pela Nação Azul, confirmando o seu status de ídolo eterno.

Leia também:   Fora de casa, Botafogo vence a Chape por 1 a 0 e chega a 44 pontos no Brasileirão

O jogo

Com seu time considerado titular, o Cruzeiro começou o jogo com o pé no acelerador. Thiago Neves e De Arrascaeta, inspirados, puxavam os principais ataques azuis na primeira etapa.

Após uma grande pressão inicial, a Raposa abriu o placar aos 21 minutos. Depois de um belo passe de letra de Ariel Cabral, Thiago Neves ajeitou e mandou um petardo da intermediária. A bola morreu no ângulo esquerdo do goleiro Jandrei. Golaço!

Pouco tempo depois, aos 29, Robinho lançou Barcos na área. O Pirata chutou colocado, mas parou no goleiro adversário. No rebote, De Arrascaeta, oportunista, completou de cabeça: 2 a 0.

Com um amplo domínio da partida, o Cruzeiro passou poucos sustos. Um deles foi aos 40, quando Bruno Pacheco cruzou e Leandro Pereira escorou de cabeça, no contrapé de Fábio. No entanto, o melhor goleiro do Brasil mostrou grande poder de recuperação e fez uma das mais belas e difíceis defesas da temporada.

A primeira etapa ainda reservava mais emoções ao torcedor cruzeirense. Aos 43, De Arrascaeta cobrou escanteio pela esquerda e encontrou Dedé. O Mito testou forte, na pequena área, e marcou o terceiro.

Leia também:   São Paulo empata com o Grêmio no Morumbi

No segundo tempo, a Raposa administrou bem o grande resultado conquistado nos primeiros 45 minutos e priorizou a posse de bola, levando em conta os últimos dias que envolveram um grande desgaste pela conquista da Copa do Brasil.

Nesta semana, o Cruzeiro fará mais dois jogos em casa, contra o Ceará, na quarta-feira, e o Paraná Clube, na noite de sábado, 26 de outubro.

CRUZEIRO 3 X 0 CHAPECOENSE
Motivo: 30ª rodada do Campeonato Brasileiro
Data: 21/10/2018 (domingo)
Local: Arena Independência, em Belo Horizonte
Árbitro: Raphael Claus (FIFA-SP)
Público: 12.666
Renda: R$ 163.169,00
Gols: Thiago Neves, aos 21, De Arrascaeta, aos 29, e Dedé, aos 43 minutos do 1º tempo
Cruzeiro: Fábio; Edilson, Dedé, Léo e Egídio; Henrique e Ariel Cabral (Lucas Silva); Robinho, Thiago Neves e De Arrascaeta (Rafinha); Barcos (Raniel). Técnico: Mano Menezes
Chapecoense: Jandrei; Eduardo, Rafael Thyere, Douglas e Bruno Pacheco; Amaral, Barreto (Yann Rolim), Canteros e Diego Torres (Bruno Silva); Doffo (Vinícius) e Leandro Pereira. Técnico: Claudinei Oliveira
Cartões amarelos: Dedé e Edilson (Cruzeiro); Canteros (Chapecoense)

 

Leia também:   Cruzeiro vence o Corinthians e conquista o hexacampeonato da Copa do Brasil

fonte: cruzeiro.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here