BELO HORIZONTE, MG (UOL/FOLHAPRESS) – Quinto colocado na fase classificatória do Campeonato Mineiro, o Cruzeiro não avançou à semifinal e teve que disputar o Troféu Inconfidência.

Na tarde deste sábado (1º), a Raposa entrou com um time misto diante do Patrocinense, mas conseguiu fazer o dever de casa no Mineirão, triunfando por 3 a 0. Os gols foram marcados por Ramon, Roberson e Mauricio, todos os segundo tempo de jogo.

Agora finalista, o Cruzeiro irá enfrentar o vencedor de Uberlândia e Boa Esporte, que se enfrentam neste domingo. A final será realizada na próxima quarta-feira, também no Mineirão. No final de semana seguinte, a equipe celeste começará sua campanha na Série B do Campeonato Brasileiro, principal foco do time na temporada.

O Cruzeiro foi melhor durante quase todo o primeiro tempo, chegando ao gol com mais frequência, mas pecando muito na conclusão das jogadas. O Patrocinense só melhorou nos dez minutos finais, contando com algumas atrapalhadas da zaga celeste para dar alguns sustos ao gol de Vitor Eudes, reserva de Fábio e que fez sua estreia pelo clube. Na etapa final, a Raposa voltou pelo menos um pouco mais animada, o que já foi o suficiente para mostrar mais apetite e abrir o placar com o zagueiro Ramon, de cabeça. Também de cabeça, Roberson aproveitou bem o cruzamento de Adriano pouco depois. Para fechar a conta, Mauricio aproveitou que falha no sistema defensivo do Patrocinense e balançou as redes, também de cabeça.

Leia também:   Cruzeiro sai atrás, mas reage fora de casa e vence o Guarani pela Série B

CRUZEIRO 3×0 PATROCINENSE
Motivo: semifinal do Troféu Inconfidência
Data/Hora: 1º de agosto de 2020, às 14h30 (de Brasília)
Local: Mineirão, em Belo Horizonte
Árbitro: André Luiz Policarpo Bento
Assistentes: Fernanda Nadrea Gomes Antunes e Marcyano da Silva Vicente
Cartões amarelos: Enderson Moreira (CRU)
Cartão vermelho: Não teve.
GOLS: Ramon (CRU), aos 12 minutos do segundo tempo, Roberson, aos 32 minutos do segundo tempo, e Mauricio, aos 36 minutos do segudo tempo

CRUZEIRO
Vitor Eudes; Filipe Machado, Ramon, Léo e Giovanni (João Lucas); Jean, Jadsom (Adriano) e Claudinho (Marco Antônio); Stênio (Welinton), Maurício e Thiago (Roberson). Técnico: Enderson Moreira.

PATROCINENSE: Thiago Passos; Emerson, Alex, Nilo e Igor; Fernando Carlos (Allan Patrick), Thiago Lima (Otávio), Wisley e Magalhães (Henrique); Victor Rafael (Danielzinho) e Rafael Gladiador (Gabriel). Técnico: Milagres

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here