São Mateus – O projeto Diário da Gestante, criado em São Mateus e transformado em política pública municipal, primeiro colocado no Concurso Boas Práticas pela Primeira Infância Capixaba – A visita domiciliar com olhar intersetorial (BPIC), representará o Espírito Santo em uma edição nacional do concurso.

Conforme detalha a Secretaria Municipal de Comunicação, a competição é realizada pelo Ministério da Cidadania através da Secretaria Nacional de Atenção à Primeira Infância. Na etapa capixaba, o concurso foi realizado pela Secretaria Estadual de Trabalho, Assistência e Desenvolvimento Social (Setades).

A premiação estadual acontece em 10 de fevereiro, no Palácio Anchieta. Segundo Bernard Santos Ferraz, multiplicador estadual do Programa Criança Feliz (PCF), “o projeto é excelente e colocou São Mateus bem à frente dos demais concorrentes”.

A visitadora Maria Claudia, que teve a ideia do Diário da Gestante que se transformou em política pública municipal, com uma das mães atendidas pelo programa, Angelina de Lima. – Foto: Secom-PMSM/Divulgação

Ele frisa ainda que, assim que o Ministério da Cidadania reprogramar as agendas, que foram totalmente alteradas ao longo de 2021 em função da pandemia, “certamente teremos espaço para propor o Diário da Gestante como política nacional”.

Conduzido pelo Ministério da Cidadania, o PCF é um dos maiores programas de visitação domiciliar do mundo, com 1,2 milhão de famílias atendidas e mais de 50 milhões de visitações em todo o País.

Leia também:   Equipamento de transmissão falha e Vivo sofre novo caladão em São Mateus

ENTENDA O PROJETO

Conforme explica a Secretaria Municipal de Assistência Social, o projeto nasceu da prática de visitação domiciliar, que é uma rotina do Programa Criança Feliz, do Governo Federal.

Os principais diferenciais do Diário da Gestante estão no público: mulheres grávidas inscritas no Cadastro Único, Cadúnico, e atendidas pelo PCF. Na prática, funciona como estímulo ao hábito de documentar o dia a dia da gestação em um diário.

“Quem teve a ideia foi uma das visitadoras do PCF de São Mateus, Maria Claudia do Nascimento Santos, com base na experiência com a própria gravidez, quando enfrentou problemas que costumam ser comuns à maioria das grávidas, tais como insegurança, queda de autoestima e tendência à depressão, entre outros, com a criação de um diário” – detalha a Secom Municipal.

Maria Claudia é visitadora da mãe Angelina de Lima, beneficiária do Programa. “Ao perceber as dificuldades da mãe de primeira viagem, entregou a ela um caderno para que Angelina fizesse ali seu diário”.

Leia também:   São Mateus e outros municípios do norte ganham novas quadras de esportes do Governo do ES

A secretária municipal de Assistência Social, Marinalva Broedel, explica que a iniciativa deu tão certo que virou política pública municipal. Em um vídeo feito para a inscrição no concurso estadual, Angelina recomenda o Diário da Gestante a todas as grávidas, exaltando os benefícios que a prática trouxe à própria gestação.

APRENDIZADO NO ÚTERO

Segundo o PCF, mesmo ainda no útero materno a criança já inicia seu aprendizado, conforme estudos científicos de diversas áreas como neurociência, psicologia do desenvolvimento e sobre o impacto de políticas públicas voltadas para a infância, que apontam que o período de maiores possibilidades para a formação das competências humanas ocorre entre a gestação e o sexto ano de idade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here