Há dois anos a advogada Karen Cristina Ramalho Bolzan Oliari trabalha exclusivamente na área que gosta, a previdenciária. Diante do próprio exemplo, ela deixa uma mensagem em razão do Dia Internacional da Mulher, comemorado segunda-feira, 8 de março.

“Todo mundo tem dentro dele algo que ama fazer e a gente tem que encontrar. É possível quando a gente acredita. Cobrar-se menos e acreditar mais” – afirma.

Casada e mãe de dois filhos, a advogada Karen Bolzan frisa que as mulheres têm o diferencial de conseguir equilibrar a vida profissional com a pessoal. Foto: Divulgação

Karen, de 31 anos, detalha que tem a carteira da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) desde 2010, mesma época que se formou em Direito. Ela trabalhava como assessora de juiz no Fórum e, posteriormente, na Prefeitura de Ecoporanga, mas sem atuar na área do Direito.

A advogada é casada e mudou-se para São Mateus em 2012, onde começou a trabalhar na Secretaria Municipal de Desenvolvimento. Mas foi em 2015 que passou a atuar na advocacia.

“Foi aí que eu entendi que estava chegando a hora de escrever a minha história”, lembra. Ela abriu o próprio escritório, em novembro de 2020, mudou para um local mais estruturado e atualmente atende apenas a área que gosta. A advogada disse que se identifica com questões previdenciárias porque atende pessoas simples, cheias de “belas histórias de vida”, pessoas doentes ou em busca da aposentadoria.

Leia também:   Mesmo diante do pior momento da pandemia, São Mateus continua com os menores índices da covid-19

Casada e mãe de dois filhos, Karen frisa que as mulheres têm o diferencial de conseguir equilibrar a vida profissional com a pessoal. E assim, com organização, ela conseguiu se estabelecer na profissão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here